Novum Canal

mobile

tablet

Natação: José Paulo Lopes abre participação no Mundial de Budapeste

Partilhar por:

José Paulo Lopes e Diana Durães são os únicos nadadores portugueses a participar no Mundial de Budapeste (Hungria), de 18 a 25 de junho. O bracarense irá competir nos 400 e 800 livres, de que é recordista de Portugal e a Benfiquista está inscrita nos 1500 livres, de que também tem a melhor marca nacional.

José Paulo Lopes inicia a participação portuguesa no Campeonato do Mundo de Budapeste amanhã, sábado dia 18 de junho, nos 400 livres, primeiro dia de competições.

O olímpico bracarense compete na terceira série, das cinco que totalizam o programa na distância de 400 livres, às 9h27 locais, menos uma hora em Portugal continental. Detentor do recorde nacional com 3.50,56 minutos a 6 de junho de 2021 em Barcelona, registo que o coloca na 29.ª posição entre 46 inscritos. No topo da lista está o germânico Lukas Martes com 3.41,60 de 2022.

O pupilo de Luís Cameira regressa à piscina no terceiro dia de competições, segunda feira, dia 20 de junho (9h51), para nadar os 800 metros. Nessa distância que também é recordista de Portugal (7.52,68). Lopes ocupa a 19.ª posição do ranking dos 33 inscritos, distribuídos por quatro séries com o português a nadar na terceira série. Um ranking liderado pelo italiano Gregório Paltrinieri (7.40,22) recente vencedor da Taça do Mundo de águas abertas em Setúbal.

Diana Durães irá competir nos 1500 metros, no segundo dia de provas, dia 19 de junho às 9h10 locais, menos uma hora em Portugal continental.

A olímpica do Benfica benfiquista que detém todos os recordes nacionais dos 200 aos 1500 livres. Em Budapeste apresenta-se na segunda de três séries com 16.26,82 de 2021 que lhe dá o 19.º tempo entre as 28 inscritas. O máximo de Portugal da pupila de Ricardo santos16.15,12 foi fixado em 2021 em Coimbra.  A americana Katie Ledecky, recordista mundial (15.20,48), lidera com 15.29,81 de 2020.

José Machado, diretor desportivo da Federação Portuguesa de Natação (FPN), assume que os Europeus que decorrerão em Roma, entre 11 e 21 de agosto, são a grande opção estratégica da época no que respeita à natação pura, enquanto nas competições de águas abertas e natação artística «haverá uma participação na máxima força».

O responsável da FPN justifica a opção com o facto de os Mundiais, que decorrem entre sexta-feira e 3 de julho, só terem sido agendados em fevereiro passado, depois de dois adiamentos da edição de 2021, prevista para Fukuoka, no Japão. Para estes dois nadadores esta será também uma oportunidade paras a obtenção de mínimos para o Europeu.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!