Novum Canal

mobile

tablet

Celorico de Basto: Termina este sábado Festival Inquieto

Celorico de Basto: Termina este sábado Festival Inquieto

Partilhar por:

Termina este sábado em Celorico de Basto, o Festival Inquieto, uma organização da Câmara de Celorico de Basto, que além da música integra o artesanato, desporto, oficinas de arte, entre outras atividades.

O presidente da Câmara de Celorico de Basto, José Peixoto Lima, destacou, em declarações ao Novum Canal, que este festival é diferente dos outros, apresenta uma programão diversificada, sendo um festival direcionado para um público mais jovem, mas que não fecha a porta a outros públicos.

“Hoje teremos concertos e várias atividades, workshops que vão das artes, ao desporto, prova de produtos tradicionais É um festival para mente inquietas, mas, também, para o público em geral”, disse, reconhecendo que esta é uma forma de atrair pessoas para o concelho e fomentar o território.

“O município é visitado por muitos turistas, por pessoas que se acabaram por fixar, tem uma identidade e diversidade cultural rica que devem ser devidamente estimuladas e apoiadas”, afirmou.

Tomás, da banda Capitão Fausto, que esta sexta-feira abrilhantou o festival, reconheceu a importância das bandas voltarem  a tocar em palco, depois de um interregno de dois anos devido à crise sanitária.

“Verifico, enquanto consumidor de música, que existe uma ânsia por este tipo de espetáculos e das pessoas se juntarem e ouvirem música”, disse.

Entre o público que esteve presente na primeira noute do festival, muitos foram os que enalteceram a iniciativa da autarquia.

“É uma excelente iniciativa. É a primeira vez que venho ao festival, mas estou a adorar. Acho que estas iniciativas fazem falta, sobretudo, depois de termos estado confinados durante dois anos”, disse um das festivaleiras com quem o Novum Canal falou.

“Este festival é o máximo. É um festival diferente dos que conheço, com música tradicional. É um evento que tem todas as condições para ser um sucesso”, expressou outras das festivaleiras que se deslocaram na primeira noite a Celorico de Basto para o arranque do Festival Inquieto.

“Sou do Porto. Vim pela música e pela novidade do festival”, acrescentou, outras das pessoas que reiterou que necessitamos deste momentos e de contactarmos mais uns com os outros.

 “Celorico é um sítio de músicas do mundo. A cultura dinamiza e estes eventos são sempre bem-vindos”, retorquiu outro dos festivaleiros.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!