Novum Canal

mobile

tablet

(C/ VÍDEO) Bombeiros de Lousada assinalaram esta segunda-feira o 96.º aniversário. Cerimónias oficiais decorrem domingo

Partilhar por:

A Associação Humanitária dos Bombeiros de Lousada assinalou, esta segunda-feira, o 96.º aniversário com o hastear das bandeiras, realizando, este domingo, as cerimónias oficias, com a tradicional romagem ao cemitério para honrar os antigos bombeiros, dirigentes e outros elementos afetos à corporação que já partiram.

As comemorações oficiais, agendadas para este domingo, integram, também, uma parada com homenagens e a entrega de prémios aos bombeiros, seguido de um convívio entre os órgãos sociais da associação, os bombeiros e demais comunidade.

O presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Lousada, Antero Correia, realçou, em declarações ao Novum Canal, que é um “orgulho” e motivo de regozijo estar à frente de uma instituição como a de Lousada que é reconhecida pelas demais corporações, pela comunidade, mas também no seio da Federação dos Bombeiros do Distrito do Porto.

Falando das principais carências e dificuldades com que se debate a corporação, Antero Correia apontou a aquisição de equipamentos de proteção individual, assim como os parcos recursos financeiros como estando entre as principais dificuldades.

Fotografia: Bombeiros de Lousada

O responsável pela Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Lousada realçou,  ainda, que a instituição continua a bater-se pela aquisição de terrenos para a construção de um novo quartel, num processo que considerou não tem sido fácil.

“Temos encontrado alguma resistência por parte de alguns proprietários que não querem vender, mas a direção dos Bombeiros de Lousada acredita que a construção do novo quartel será uma realidade a curto/médio prazo”, avisou.

Antero Correia relevou, também, o apoio que a corporação tem tido por parte da câmara de Lousada na entreajuda aos combeiros, assumindo que a autarquia lousadense tem sido um parceiro determinante em várias situações.

Referindo-se às viaturas existentes no parque automóvel da corporação, o presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Lousada declarou que a associação aguarda a chegada de uma viatura de combate a incêndios florestais que tanta falta faz, sobretudo, nesta fase, em que o aumento das temperaturas poderá indiciar uma época de incêndios mais trabalhosa para os bombeiros.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!