Novum Canal

mobile

tablet

Vila Boa de Quires vence Croca. Foguete lançado de fora para dentro do recinto desportivo já no final do encontro
Fotografia: FC Vila Boa de Quires

(C/ VÍDEO) Vila Boa de Quires vence Croca. Foguete lançado de fora para dentro do recinto desportivo já no final do encontro

Partilhar por:

O FC Vila Boa de Quires venceu, este domingo, o Atlético de Croca (1-0), em jogo a contar para a jornada 16, da Associação de Futebol do Porto, 2.ª Divisão, série 3.

A partida ficou, no entanto, marcada por um incidente já no final do jogo, com um foguete a ser lançado do exterior do recinto para a zona do parque de estacionamento, já dentro do recinto desportivo da formação do Marco de Canaveses.  

A situação levou os dois clubes a regirem, recorrendo às suas respetivas publicações online, numa alusão ao incidente já depois do apito final do árbitro do encontro.

Fotografia: Atlético Clube de Croca

O Atlético Clube de Croca censurou a situação e fala inclusive que “duas crianças terão recebido assistência hospitalar”.

Fotografia: Atlético Clube de Croca

“Hoje (ontem) mais uma vez tivemos derrota injusta, com sete elementos lesionados e fora da equipa, sem possibilidade de fazer parte da batalha.  Mas todos os nossos guerreiros deram e fizeram tudo o que podiam dentro de campo e muitos parabéns a todos. Salientamos é mais uma vez uma das tristeza e podridões deste futebol, o que encaminhou para o hospital duas crianças queimadas por um foguete de “cana” como é visível na foto tirada por um dos nossos adeptos, queremos apenas desejar as melhoras para crianças em questão e que não percam o entusiasmo de acompanhar os vossos por situações impugnáveis como esta”, lê-se na publicação que a formação do concelho de Penafiel partilhou na sua publicação.

Contactado pelo Novum Canal, o presidente do Atlético Clube de Croca, Pedro Sousa, lamentou o sucedido e recordou que o futebol deveria ser uma festa.

O dirigente da formação penafidelense, fazendo uma retrospetiva daquilo que se passou em Vila Boa de Quires, relembrou que logo ao início do encontro, dentro do recinto do jogo, houve um rebentamento de um foguete, com a GNR presente a tentar identificar os autores de tal ato.

“Já após o final do encontro, houve o rebentamento de um segundo foguete que poderia efetivamente ter tido outras consequências, tanto para os nossos adeptos como até mesmo para os adeptos do FC Vila Boa de Quires, com o foguete a sair rasteiro e a passar junto das pessoas”, expressou, censurando que o aconteceu este domingo.

Já o FC Vila Boa de Quires desmarcou-se do incidente, reiterando que nada ter a ver com a situação.

“Vimos salientar que o F.C.V.B.Quires nada teve a ver com o incidente ocorrido hoje (ontem). No final da partida alguém lançou um foguete fora das nossas instalações que acabou por entrar para o campo. Repudiamos tal atitude, mas não foi qualquer pessoa identificada, portanto, nem sequer sabemos que adepto foi”, refere a mensagem que o clube partilhou na sua publicação oficial.

“A ambulância foi ao local chamada não sabemos por quem, mas saiu das instalações vazia. Ao que sabemos, houve realmente alguém atingido, mas até ao momento não sabemos de qualquer internamento hospitalar. Repudiamos também as injúrias proferidas por atletas da equipa adversária que mesmo dentro de campo tiveram tempo de insultar e ofender adeptos (as)”, acrescenta a publicação publicada pela formação do Marco de Canaveses.

Contactado pelo Novum Canal, o dirigente do FC Marco de Canaveses lamentou o sucedido e reprovou este tipo de comportamentos que em nada dignificam o futebol e o desporto.

O dirigente realçou, ainda, que tudo aconteceu fora do recinto de jogo, tendo confirmado que o foguete foi lançado por alguém que não foi possível identificar, tendo o engenho, em vez de subir, entrado no complexo desportivo.

Quanto aos eventuais ferimentos em duas crianças invocados pelo Croca, o dirigente da formação do Marco de Canaveses manifestou que efetivamente alguém terá chamado uma ambulância, mas esta saiu das instalações sem ninguém.

Fotografia: FC Vila Boa de Quires

O presidente do FC Vila Boa de Quires realçou que durante o tempo de jogo, o encontro decorreu sem quaisquer incidentes, tendo a formação da casa sido a melhor do encontro, pelo que o resultado não merece qualquer contestação.

Dentro das quatro linhas, o único golo do encontro foi marcado por Nélson.

Nos restantes jogos, o Irivo, líder da prova, venceu, pela margem mínima, o GDR Soalhães, pela margem mínima (1-0).

O FC Boelhe goleou, no seu reduto, a AD Várzea FC B, por três golos sem resposta, com golos de Bezaina, Marrão, Queirós, enquanto  o Lomba, quarto classificado, foi a Felgueiras  vencer o Airães FC B, cinco golos sem resposta.

Já o GRD Rans perdeu frente ao Paços de Gaiolo, (0-2).

Os jogos Paço de Sousa-Rio Mau FC e AR Tuías frente ao Baião foram adiados.

O Freixo de Cima frente ao GDCSS Castelões foi agendado para o dia 1 de março.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!