Novum Canal

mobile

tablet

Organista titular da Notre-Dame de Paris apresenta-se em três locais históricos do Douro, Tâmega e Sousa
Fotografia: Inventa Festival

Organista titular da Notre-Dame de Paris apresenta-se em três locais históricos do Douro, Tâmega e Sousa

Partilhar por:

A Organista titular da Notre-Dame de Paris, Olivier Latry, apresenta-se em três locais históricos do Douro, Tâmega e Sousa,  com concertos nos próximos dias 10, 11 e 12 de dezembro, no âmbito do O festival Inventa.

A organização destaca, em comunicado, que “o Ciclo de Órgãos de Tubos trará até Portugal o compositor e organista titular da Catedral de Notre-Dame de Paris, Olivier Latry”, salientando que a “participação nacional, cujo índice qualitativo também promete, estará a cargo de um dos mais conceituados organistas nacionais, João Vaz, que contará com a colaboração de Tiago Simas Freire na corneta histórica e na flauta”.

“O festival Inventa continua a proporcionar uma animação cultural em vasta escala no Douro, Tâmega e Sousa. Durante o presente mês de dezembro, a iniciativa será portadora de uma nova etapa, uma nova fase de oferta musical às populações dos diversos concelhos do território”, lê-se na nota informativa que nos foi endereçada que reforça que “o músico francês estará na Igreja de São Pedro, em Amarante, na próxima sexta-feira, a partir das 21h30, e no dia seguinte, sábado, à mesma hora, dará um concerto no Mosteiro de Santa Maria de Pombeiro, em Felgueiras. No domingo, será o concelho de Marco de Canaveses a acolher o instrumentista, num momento musical marcado para as 15h00, na Igreja de São Martinho de Soalhães.”.

A organização reforça que “por seu turno, João Vaz e Tiago Simas Freire prometem um serão muito agradável ao público que se deslocar até à Igreja Matriz de Caramos, em Felgueiras, no próximo dia 17, sexta-feira, pelas 21h30. O rodapé desta programação dedicada ao órgão de tubos fica marcado para o dia 18 de dezembro, sábado, no Mosteiro de São Miguel de Refojos de Basto, em Cabeceiras de Basto, pelas 21h30”.

“O mote para esta aposta do Ciclo de Órgão de Tubos, segundo a organização, parte do facto de “Organistas de todo o mundo reconhecerem Portugal pela sua diversidade de órgãos de tubos funcionais, especialmente em espaços de culto religioso”, lê-se na nota de imprensa que confirma que “por conseguinte, fazia todo o sentido, valorizando os órgãos instalados no Douro, Tâmega e Sousa, propor um ciclo de programação específico, com dimensão internacional, em itinerância por cinco igrejas e mosteiros de quatro municípios integrantes da rede.”.

Fotografia: Inventa Festival

O Inventa desenvolve-se “numa área geográfica correspondente a 14 municípios, potenciando o desenvolvimento de uma rede de programação ampla, dispersa e inclusiva, num território com uma população de aproximadamente 543.000 habitantes que inclui os seguintes concelhos: Amarante, Baião, Cabeceiras de Basto, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Felgueiras, Lousada, Marco de Canaveses, Mondim de Basto, Paços de Ferreira, Paredes, Penafiel e Resende”.

A organização declara que “janeiro será o mês de apresentação do projeto Música em Comunidade, com recurso à Orquestra Energia de Amarante – um coletivo musical formado por alunos do Agrupamento de Escolas Amadeo de Souza-Cardoso, com direção artística do CCA – Centro Cultural de Amarante –, cuja tónica, o mote, é a integração de crianças e jovens oriundos de contextos sociais e económicos vulneráveis, dando-lhes acesso a formação musical e incentivando o sucesso académico, combatendo o abandono escolar e despertando os participantes para a construção dos seus projetos de vida”.

Para 2022, o festival Inventa contempla a “continuidade do Ciclo Filarmonia (Re)visitada, (iniciado em outubro deste ano), com o Auditório Municipal de Lousada a estar nas coordenadas desta etapa e receber a iniciativa a 12 de fevereiro, às 21h30; a Casa do Xiné – Centro Cultural, em Quintandona, Lagares, Penafiel, no dia 19 de fevereiro, às 21h30; por fim, a 26 de fevereiro, a Biblioteca Municipal Professor Vieira Dinis, em Paços de Ferreira, acolherá o concerto de encerramento da Filarmonia (Re)visitada, às 21h30”.

“ No decurso da programação, um pouco mais adiante, iremos encontrar um Ciclo de Circo Contemporâneo no Património, a decorrer em março, um Ciclo de Performance Visual Musicada, em abril, e ainda o Projeto Comunitário Intermunicipal: a Festa, em maio”, concretiza a nota informativa que sublinha que o “Inventa é um projeto promovido no âmbito da operação Cultura em Rede – Tâmega e Sousa, sendo cofinanciado pelo NORTE 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional”.  


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!