Novum Canal

mobile

tablet

Celorico de Basto: Gabinete Girassol promoveu ações de sensibilização sobre a “violência no namoro”

Partilhar por:

Durante a semana para a igualdade que terminou na sexta-feira, 03 de dezembro, o Gabinete Girassol da Câmara Municipal de Celorico de Basto desenvolveu 4 ações de sensibilização sobre “a violência no namoro”.

O CLDS 4G também apresentou o projeto pedagógico de combate à violência no namoro com Jimmy P.

A primeira ação foi desenvolvida pelo CLDS 4G Celorico+Social em parceria com o Município com apresentação do projeto pedagógico “Amar-te e respeitar-te” com o cantor Jimmy P. O CLDS 4G Celorico+Social associou-se à Betweien “observando a importância do projeto pedagógico de combate à violência no namoro em parceria com o cantor Jimmy P. Trata-se de uma temática pertinente para ser trabalhada com os jovens sobretudo nas faixas etárias de frequência do 9º ano. A ação resultou muito bem, os alunos adoraram e os professores ficaram entusiasmados pela forma como tema foi abordado num dia especialmente marcante, dia da irradicação da violência contra as mulheres” disse Elisabete Coelho, Coordenadora do CLDS 4G Celorico+Social. Referiu ainda que “esta foi uma iniciativa com impacto e que se espera que venha a ter repercussões favoráveis junto desta faixa etária”.

Fotografia: Câmara Municipal de Celorico de Basto

A ação e si constou da apresentação do livro “Amar-te e respeitar-te” aos alunos do 9º ano do Agrupamento de Escolas de Celorico de Basto, que aborda 3 exemplos de casos de violência do namoro, metodologias para que os jovens perceberam se vão vítimas ou se alguém próximo é vítima, linhas de apoio e denúncia, e no final um desafio para que os jovens se motivem a realizar campanhas contra a violência no namoro. O Jimmy P integrou este projeto por “em tempos ter tido uma amiga que sofreu de violência no namoro e ele ao não saber lidar com a situação, não soube ajudá-la, porque não tinha ferramentas, mas agora, munido de outro know-how senti necessidade de ajudar a combater este flagelo”. O cantor desenvolveu 3 músicas que interpretou na ação, cada uma inspirada em cada caso exposto no livro. Foi ainda interpretada, em contexto teatral, uma das histórias descritas.

No final decorreu uma dinâmica para trabalhar a temática com a apresentação de histórias abusivas que levou os jovens a pensar e a perceber melhor esta temática da violência.

No final da sessão, a organização ofereceu 1 livro a cada aluno presente na ação.

Fotografia: Câmara Municipal de Celorico de Basto

Também no mesmo sentido, durante a semana, os alunos do 9º ano da escola Básica e Secundária de Celorico de Basto, da escola Básica da Mota e da Escola Básica de Gandarela, participaram na ação de sensibilização “violência no namoro” intitulada “Quem te ama não te agride” ministrada pelo Gabinete Girassol com o intuito de esclarecer os jovens para uma temática que tem vindo a ganhar terreno junto dos jovens.

Para Helena Martinho, Coordenadora da Ação Social e Saúde do Município, “a violência no namoro tem vindo a ganhar terreno junto dos jovens, uma realidade que tem que ser travada sobretudo através da educação, sensibilização e tomada de consciência de todos os atores da comunidade. Os pais, a escola, os amigos, os jovens, todos têm responsabilidade neste flagelo quando o consideram normal, a comunidade, no seu todo, tem que estar envolvida para mudar comportamentos. Muitas destas situações surgem por repetição do que acontece em casa, pelo que consideram normal. Infelizmente, ainda há um longo caminho a ser desbravado mas só em comunidade é possível mudar comportamentos”. Helena Martino referiu ainda que “estas são duas campanhas diferentes mas com o mesmo intuito, sensibilizar para uma temática que não pode ser marginalizada, é preciso que se abordem estes assuntos para provocar mudança de atitude, de comportamentos”.

Fotografia: Câmara Municipal de Celorico de Basto

A violência no namoro, pontual ou contínua, é cometida por 1 ou pelos dois parceiros, numa relação de namoro, com o objetivo de controlar, dominar e ter mais poder do que a outra pessoa envolvida na relação. Pode ser física, sexual, verbal ou psicológica e muitas vezes “é marginalizada pela vítima que, ou por medo ou por culpa, ou por achar que o outro tem razão no comportamento irracional que demonstra, não se manifesta, não denuncia, não tem qualquer tipo de comportamento para travar a violência de que é alvo. Consciencializar, fazer perceber, despertar para a realidade é a nossa missão, para mudar comportamentos da vítima mas também do agressor. Sabemos que não é fácil erradicar situações quase culturais, que demora o seu tempo, mas vamos ser incisivos e acredito que conseguiremos chegar a muitos jovens e mudar realidades” disse Pedro Moura, técnico do Gabinete Girassol.

Estas são campanhas que a todos dizem respeito “que refletem nos valores da igualdade, da equidade, que procuram, através dos mais jovens, mudar a sociedade. Esta violência nos jovens observa-se como um replicar de comportamentos mas por muitos outros fatores, como a intolerância, a desorientação, a falta de modelos… O Município tem aqui um papel muito importante na sensibilização e consciencialização para a mudança de comportamentos” disse Maria José Marinho, Vereadora da Ação Social do Município de Celorico de Basto.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!