Novum Canal

mobile

tablet

Marco de Canaveses homenageou agentes desportivos

(C/VÍDEO) Marco de Canaveses homenageou atletas e agentes desportivos

Partilhar por:

A Câmara do Marco de Canaveses homenageou, esta sexta-feira,  vários atletas e agentes desportivos do concelho, numa iniciativa que decorreu no Emergente Centro Cultural e teve como objetivos premiar os muitos atletas que se distinguiram nas mais variadas áreas e disciplinas desportivas.

Paulo Couto, vereador do Desporto da Câmara do Marco de Canaveses, relevou, em declarações aos  jornalistas, o trabalho que o seu executivo tem vindo a realizar em prol do desporto, da criação de condições logísticas no concelho, no sentido de promover e fomentar a prática desportiva.

“Essa aposta, julgo que é clara, e nos últimos três, quatro anos foi já uma aposta da câmara municipal invedtir neste domínio e já neste mandato optamos por fazer esta homenagem aos atletas que a nível nacional e internacional se distinguiram, nas mais variadas áreas do desporto. Este é um trabalho que iremos continuar a prosseguir em prol do desporto e dos agentes desportivos do território”, disse, salientando que no âmbito do novo regulamento de apoio ao associativismo, a autarquia reformulou o apoio aos atletas em nome individual.

“Existem muitos atletas que foram esta sexta-feira homenageados que não conseguiam apoio porque o regulamento não permita, tinham de estar ligados a uma coletividade. Com esta alteração do regulamento, que esteve em discussão pública, foi publicado em Diário da República, conseguimos fazer atribuição a atletas em nome individual desde que estejam coletados como desportistas, sendo que esse apoio financeiro poderá atingir os dois mil euros”.

Paulo Couto relevou, também, o trabalho das associações e dos clubes do concelho em articulação com o executivo que apesar das contingências a adversidades provenientes da crise sanitária, que atingiu de forma mais intensa o país e a região no ano passado, conseguiram ultrapassar essas mesmas adversidades.

“Mesmo sem termos conseguido implementar o plano de atividades, pedimos um parecer aos nossos advogados no sentido de tentar perceber se poderíamos continuar a apoiar essas instituições. Sabíamos que as dificuldades iriam ser muitas e com as coletividades paradas e sem receitas, essas dificuldades iriam acentuar-se. Igualamos os apoios, mesmo sem as associações terem as atividades em funcionamento”, frisou, salientando que a autarquia não irá deixar de apoiar nenhum associação no território.

Questionado sobre um repto lançado no decorrer da cerimónia, por uma atleta da Associação Recreativa e Cultural de Alpendorada (Arca), a propósito da construção de um pavilhão para a prática do andebol, o autarca destacou que este é um objetivo comum das duas instituições.

“Sabemos do desejo da construção do pavilhão, aliás sou da freguesia de Alpendorada, Várzea e Torrão, conheço a realidade, mas quando assumimos a Câmara do Marco de Canaveses deparamo-nos com um parque desportivo muito degradado. A nossa aposta passa primeiro por requalificar aquilo que são os equipamentos desportivos, fizemos a requalificação em quatro parques, quatro pavilhões, e noutros espaços desportivos e temos previstos mais alguns projetos. Existe essa vontade, é um desejo da Associação Recreativa e Cultural de Alpendorada e deste executivo e assim que surja essa oportunidade iremos avançar com a construção desse pavilhão porque a instituição merece”, afirmou.

Jorge Guedes, da Associação Recreativa e Cultural de Alpendorada, visivelmente emocionado com o reconhecimento que foi atribuído à associação, declarou que esta distinção premeia o trabalho das atletas, de toda a estrutura do clube e da associação e faz jus ao esforço que a coletividade tem feito em prol do andebol no concelho.

“Premeia o trabalho no futsal, mas em especial no andebol, com a conquista da supertaça de Portugal, que foi um troféu emblemático para o clube, depois de um época em que terminamos em quarto lugar, fomos à final da Taça de Portugal. É um troféu inédito, mas que queremos que se repita”, disse, salientando que a aposta na formação irá continuar a ser um dos objetivos principais da coletividade.

“A nível das seniores queremos estabilizar”, referiu, admitindo que a construção do pavilhão é o sonho de qualquer clube.

“Esperamos ter um dia esse presente especial”, adiantou, relevando a articulação que tem existido com o atual executivo municipal.

Pedro Bianchi Prata, medalha de ouro e vencedor da Taça do Mundo de Bajas de 2021, relevou, também, a homenagem que lhe foi conferida, salientando que o prémio que lhe foi conferido é também o reconhecimento pelo trabalho e o esforço realizado.

“É um reconhecimento para todos os atletas, que são do Marco de Canaveses, que nas diferentes modalidades dão o seu melhor e procuram cumprir com aquilo que são os seus objetivos e desideratos.  A câmara está de parabéns e é importante que estas iniciativas prossigam”.

Falando do título conquistado este ano, o atleta assumiu o desejo de querer continuar a dignificar o nome do concelho e adiantou que já em janeiro irá competir no Rali Dakar.

“Este é o segundo ano  consecutivo que consegui o título de campeão do mundo da minha classe, mas claro que tudo isto requer muito esforço, sacrifício e muito treino, mas estou contente por conseguido atingir mais um título”, frisou, avançando que o seu próximo desafio passa pelo Rali Dakar.

“Já em janeiro vou para o rali Dakar, é o meu 10.º Rali Dakar de motos e espero trazer mais uma medalha e conseguir ficar com dez medalhas no Rali Dakar que é o meu objetivo”, sublinhou.

Joaquim Pinto, atleta da Silva & Vinha A.D.R.A.P Sentir Penafiel, campeão nacional de Fundo e de Rampa em Ciclismo, na categoria de Masters 60, enalteceu, igualmente, o facto e ter sido premiado pela autarquia do Marco de Canaveses, reconhecendo que além de premiar o trabalho e o esforço de todos os atletas é, também, uma forma de incentivar os praticantes das mais variadas modalidades a lutarem pelos seus objetivos.

Referindo-se aos objetivos para o próximo ano, Joaquim Pinto referiu que o campeonato e a taça nacional de ciclocrosse são os seus propósitos.

Refira-se que Joaquim Pinto soma cerca de 50 pódios na sua carreira de desportista.

Carlos Aguiar, campeão Nacional de Rampa em Ciclismo, na categoria de elites amadoras, confirmou que este prémio é o reconhecimento do trabalho que os atletas cumprem ao longo de um ano, mas que não se restringe apenas à conquista do Campeonato Nacional de Rampa em Ciclismo, na categoria de elites amadoras.

“São várias provas a nível nacional e internacional. Esta sexta-feira apenas foi homenageado um título, mas a minha equipa arrecadou vários. Estamos a falar de uma modalidade exigente, que exige entrega e muitas horas de treino. Somos uma equipa amadora, mas são necessárias cerca de 20 horas semanais a um nível quase profissional”, atalhou, assumindo que os objetivos para 2022 passam por revalidar o título de campeão nacional de rampa, de fundo, e estar na maratona de Itália, uma prova de nível mundial.

A autarquia homenageou, ainda, Ana Teixeira, campeão nacional de Karaté, na categoria kumité juvenil -55kg.

Da lista dos homenageados constam, também, os nomes de Rui Linhares, campeão Nacional da 1.ª Divisão Feeder de Pesca Desportiva, João Pereira, campeão Nacional de Esperanças de Pesca Desportiva, Rosa Madureira, campeã Nacional de Corrida de Montanha e Vencedora da Taça de Portugal de Corrida de Montanha, Guilherme Vinagre, campeão Nacional de Bodyboard de Esperanças, assim como 25 atletas, técnicos e dirigentes da ARC Alpendorada, vencedores da Supertaça de Portugal de Andebol Feminino.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!