Novum Canal

mobile

tablet

Liga Portuguesa Contra o Cancro e Pulmonale lançam campanha “Pulmão do Jogo”
Fotografia: Liga Portuguesa Contra o Cancro

Liga Portuguesa Contra o Cancro e Pulmonale lançam campanha “Pulmão do Jogo”

Partilhar por:

A Liga Portuguesa Contra o Cancro  (LPCC) e Pulmonale – Associação Portuguesa de Luta Contra o Cancro do Pulmão lançam a campanha “Pulmão do Jogo” para sensibilizar para o cancro do pulmão durante 12.ª jornada da Liga Portugal bwin

Segundo as duas instituições “novembro é o mês de sensibilização do Cancro do Pulmão, um tipo de cancro mais prevalente entre os homens e que é, maioritariamente, diagnosticado a partir dos 60 anos. Neste âmbito, a Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) e a Pulmonale uniram-se à Liga Portugal para levar esta temática aos estádios de futebol e premiar o jogador mais influente e que melhor pulmão mostrar em campo, promovendo, assim, o estilo de vida saudável sem hábitos tabágicos, e a prática desportiva como formas de prevenção desta doença”.

“Durante os jogos da 12.ª jornada da Liga Portugal bwin, com início a 26 de novembro, o jogador mais influente em campo, pela sua capacidade física e desempenho, ganhará o troféu “Pulmão do Jogo”, refere a nota informativa que realça que  “este título pretende mostrar que, no que toca ao cancro do pulmão, a melhor tática é jogar em antecipação. Por isso, é necessário praticar exercício físico, não fumar e estar atento aos principais sinais e sintomas, de forma a evitar a deteção da doença numa fase avançada”.

A organização reforça que “sensibilizar a população para a necessidade de prevenção e diagnóstico precoce do cancro do pulmão é uma prioridade no trabalho desenvolvido pela LPCC e Pulmonale, que encontraram no “Desporto Rei” o veículo privilegiado para transmitir mensagens de saúde pública e envolver milhares de adeptos, especialmente os homens, que seguem os jogos de futebol”.

Fotografia: Liga Portuguesa Contra o Cancro

“O cancro do pulmão é um dos tipos de cancro mais diagnosticados em todo o mundo e também a primeira causa de morte por cancro, com cerca de 1 em cada 5 mortes a estarem ligadas a esta doença². Em Portugal, foram diagnosticados mais de 5 400 novos casos em 2020, dos quais 4 797 não sobreviveram³. O principal fator de risco associado ao cancro do pulmão é o tabagismo, sendo que cerca de 90% dos doentes com cancro do pulmão fumam ou já fumaram”, sustentam as duas instituições que sublinham que “as manifestações no cancro do pulmão dependem do estadio, sendo que as fases iniciais costumam ser assintomáticas, mas pode dar-se o caso de surgirem sintomas que podem ser confundidos com outras doenças, como a tosse persistente (mais de três semanas), dor no peito, rouquidão, infeções respiratórias frequentes ou falta de ar”.

“Estes sintomas tendem a ser desvalorizados pelos doentes, sobretudo se fumadores e é por isso que todas as iniciativas de sensibilização se revestem de uma grande importância e seja procurada ajuda numa fase inicial”, declaram a Liga Portuguesa Contra o Cancro  (LPCC) e Pulmonale – Associação Portuguesa de Luta Contra o Cancro do Pulmão.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!