Novum Canal

mobile

tablet

Paredes: Pilar dos direitos sociais da Europa retratado em exposição

Paredes: Pilar europeu dos direitos sociais retratados em exposição em Lordelo

Partilhar por:

Foi inaugurada, esta quarta-feira, a exposição “o pilar europeu dos direitos sociais em 20 princípios”, mostra que tem como objetivos consciencializar para a questão dos pilares sociais, direitos como o da habitação, formação e emprego, entre outros e que se encontra patente na fundação a Lord, em Lordelo, até 27 deste mês.

A iniciativa contou com a presença de duas turmas, uma do nono e a outra do sétimo ano, da Escola Básica e Secundária de Lordelo.

O vereador da Juventude da Câmara de Paredes, Paulo Silva, destacou que esta mostra além de direcionada para a comunidade escolar direciona-se também à comunidade, em geral, salientando que além do pilar dos direitos sociais, pretende-se sensibilizar a comunidade educativa e os cidadãos para a importância das instituições e das entidades comunitárias.

“Pretendemos dar a conhecer a Europa, as suas oportunidades, os direitos que os cidadãos têm e esclarecer dúvidas relacionadas com estes pilares através do Centro Europe Direct da Área Metropolitana do Porto”, disse, sustentando que o objetivo passa também por replicar esta iniciativa noutras  freguesias do concelho.

“A Lord tem uma atividade cultural bem implementada, pelo que acredito que haja curiosidade por parte das pessoas de conhecer e ver in loco esta mostra”, acrescentou, assumindo que apesar de muitas pessoas pensarem que a Europa é algo de distante, fazemos todos parte da Europa e torna-se, cada vez mais importante, conhecer as instituições e entidades que gerem o espaço comunitário assim como os pilares dos direitos sociais.

“As pessoas continuam a ter a ideia de que a Europa é uma coisa lá longe, em Bruxelas, não é cá, mas a verdade é que a Europa somos nós e em Portugal tratamos de tudo o que tem a ver com a União Europeia, existem organismos que prestam informações e queremos através desta mostra dar a conhecer esses serviços. Dispomos de um Centro Europe Direct e felizmente vimos, também, aprovada uma candidatura para um Eurodesk, Eurodesk serviço que disponibiliza informação em domínios que vão desde a educação, formação e juventude na Europa. Será mais um ponto de informação sobre o que é a Europa e que irá ser instalado brevemente em Paredes. Num concelho como o de Paredes, em que há uma forte industrialização e em que há já muitas pessoas a trabalhar em diferentes países da União Europeia é importante que os cidadãos conheçam os seus direitos e entendam que a Europa é de todos”, confirmou.

Ana Camila Dias, professora de educação visual, do Agrupamentos de Escolas de Lordelo, referiu que estes projetos acabam por ser determinantes para que os alunos conhecer também as oportunidades e a importância que a União Europeia tem na vida de cada um.

“Esta mostra é algo que se poderá tornar útil para muitas crianças. Apesar de estarmos próximos do Garnde Porto, muitos alunos não deixam de ter carências  em várias questões, nomeadamente, de pensarem num futuro que poderá ser maior que Portugal. Estamos numa zona geográfica que, por vezes, carece deste tipo de informação e estes projetos, nestas localidades, têm inúmeras vantagens. Os alunos que estiveram hoje na Fundação a Lord daqui a alguns anos irão terminar o ensino secundário, poderão fazer um programa Erasmus, conhecer estes projetos, o pilar dos direitos sociais e as instituições comunitárias, tornando-os melhores cidadãos”, precisou.

“Estes temas são abordados na sala de aula, mas os professores têm um programa curricular a cumprir, estão presos a um determinado número de aulas e por muito que tenhamos alguma flexibilidade para abordar algumas questões, o tempo acaba por ser contado”, explicou, defendendo que estas atividades devem  chegar a outras pessoas.

Deolinda Coelho, de Educação Moral, Religiosa e Católica, enalteceu, igualmente, a realização desta atividade, confirmando que este tipo de ações permitem à comunidade educativa e não só terem uma maior conhecimento daquilo que são as instituições europeias.

“A maior das pessoas, acredito, desconhecem aquilo que são os pilares sociais, até a natureza do Parlamento Europeu e das demais instituições comunitárias e através desta mostra terão acesso a um maior conhecimento das entidades, assim como temas relacionados com igualdade de oportunidades e acesso ao mercado de trabalho, as condições de trabalho justas e proteção e inclusão sociais, entre outras”, disse.

Um dos colaboradores da Europe Direct Área Metropolitana do Porto relevou, também, a importância desta mostra dar a conhecer 20 princípios do Pilar Europeu dos Direitos Sociais enquanto referência para a construção de uma Europa social forte e mais inclusivo.

“Além da comunidade escolar queremos, com esta mostra, abranger outros públicos, as pessoas mais desfavorecidas que não têm acesso à informação sobre a União Europeia. A comunidade escolar já aborda estas questões, mas há outros públicos que devido à falta de informação, não têm acesso à mesma informação”, expressou, concordando com a ideia de replicar esta mostra.

A inauguração contou, também, com a presença do vereador Francisco Leal.

A entrada é gratuita, sendo que o horário de visitas decorre de segunda a sexta-feira, entre as 9h00 e as 12h30 e entre as 13h30 e as 18h00.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!