Novum Canal

mobile

tablet

Ministro do ambiente e vice-presidente da APA asseguram que técnicos austríacos já estiveram na Etar de Arreigada

(C/VÍDEO) Ministro do ambiente e vice-presidente da APA asseguram que técnicos austríacos já estiveram na Etar de Arreigada

Partilhar por:

O vice-presidente da Agência Portuguesa, José Carlos Pimenta, destacou, no sábado, em Leça do Balio, concelho de Matosinhos, na inauguração da  sede da Corredor do Rio Leça, que os técnicos austríacos que ficaram de se deslocar a Paços de Ferreira para resolver o problema da infraestrutura, que não está a funcionar em pleno, estiveram na freguesia do concelho pacense, na última sexta-feira, com o objetivo de tentarem resolver uma situação que já se arrasta há algum tempo.

“Depois de termos resolvido quase todos os problemas no Rio Ferreira ainda temos um para resolver. Não há como esconder isto. A boa notícia é que já chegaram os austríacos a Portugal e na sexta-feira estiveram na Etar de Arreigada a tentarem perceber qual é a patologia, para ver se encontram uma solução para aquilo. Vamos acreditar que desta vez o problema irá ficar resolvido”, disse José Carlos Pimenta na intervenção que efetuou na cerimónia de inauguração da sede do Corredor do Rio Leça, referindo-se ao Rio Ferreira.

O Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, que presidiu, à cerimónia da inauguração da sede da Corredor do Rio Leça, em declarações ao Novum Canal, admitiu que tem acompanhado esta situação com “preocupação”, mostrando-se expetante que a deslocação dos técnicos austríacos possa resolver em definitivo este problema.

“Tenho acompanhado esta situação com muita preocupação, não tendo nada a acrescentar àquilo que disse o vice-presidente da APA. A Etar de Arreigada tem um problema grave. Concentramos na Etar de Arreigada um investimento que foi dito como necessário. Infelizmente a Etar de Arreigada nunca provou aquilo que era suposto ter provado. Estou a citar de cor, mas acho que só conseguiu tratar com qualidade cerca de 40% do seu efluente. Vamos ver agora. Temos de facto esta expetativa”, disse, salientando que, com a crise sanitária, quem projetou a etar, quem forneceu equipamento não conseguiu deslocar-se antes a Paços de Ferreira.

“Chegaram na sexta-feira. São os austríacos. Vamos ver o que é que eles nos trazem. Há uma coisa que eu sei: esta é a última expetativa que tenho antes, se calhar, fazer uma obra complementar à que existe porque para grande desilusão a Etar de Arreigada não está a funcionar como deve funcionar”, acrescentou.

Contactado pelo Novum Canal, o presidente da Junta de Freguesia de Lordelo, Nuno Serra, afirmou não ter conhecimento da presença dos técnicos austríacos na Etar de Arreigada, e que o problema do funcionamento desta infraestrutura com os consequentes impactos ambientais negativos mantêm-se.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!