Novum Canal

mobile

tablet

Enfermeiros em concentração junto ao Ministério da Saúde
Fotografia: Sindicato dos Enfermeiros Portugueses

Enfermeiros em concentração junto ao Ministério da Saúde

Partilhar por:

Os enfermeiros estiveram, esta terça-feira, em concentração junto ao Ministério da Saúde, no âmbito da campanha “Agora somos nós” pela valorização do seu trabalho e o seu bem-estar, numa iniciativa promovida pelo Sindicato dos Enfermeiros Portugueses.

O sindicato esclarece, na sua publicação oficial, que a concentração junto ao Ministério da Saúde teve como propósito resolver problemas como a “não contagem de pontos aos CIT e aos CTFP relativo ao tempo de exercício profissional anterior ao ajustamento salarial para a 1.ª posição remuneratória, nível 15 = 1201 euros”, “não relevar para efeitos de progressão, após a transição de carreira, os pontos detidos na categoria anterior à transição”.

A concentração visou, também, chamar a atenção para a ”não contabilização dos pontos inerentes a todo o tempo de serviço desde 2004 aos que foram promovidos a categoria superior ou “detiveram o escalão da formação””, assim como a “transição para a categoria de Enfermeiro Especialista dos detentores de título até 31 de maio de 2019 e a correção da injustiça relativa aos enfermeiros em “funções de chefia” que transitem para essa categoria”.

O sindicato avança que que continua a intervir a vários níveis, na “Assembleia da República, Grupos Parlamentares, Primeiro-Ministro e Ministério da Saúde, ARS e ACES e administrações das instituições”, chamando a atenção para a “descategorização” dos supervisores e a inadmissível exigência de concurso, na atual carreira, para o exercício das mesmas funções” e defendendo a “harmonização dos dias de férias a todos os enfermeiros, independentemente do vínculo”.

Enfermeiros em concentração junto ao Ministério da Saúde
Fotografia: Sindicato dos Enfermeiros Portugueses

 O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses realça, ainda, que continua a exigir, o “cumprimento dos compromissos assumidos pelo Ministério da Saúde a 27 de julho”, nomeadamente, a “concretização da alteração dos atuais ACT publicados em 2015 e 2018, com vista à contagem de pontos para progressão e atribuição de mais 1 dia de férias, aos enfermeiros com CIT, a  concretização do despacho autorizador para a abertura de concursos para as categorias de Enfermeiro Especialista e Enfermeiro Gestor de acordo com as necessidades identificadas”.

Os enfermeiros reivindicam, ainda, a “concretização da “consolidação da situação de mobilidade” de centenas de colegas que exercem nas ARS”, a “admissão de mais enfermeiros e efetivação de todos os vínculos precários, incluindo os contratos em regime de substituição e recibos verdes”, assim como a “atribuição da menção qualitativa de RELEVANTE (4 pontos) a todos os enfermeiros nos anos “pandémicos”.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!