Novum Canal

mobile

tablet

Terceira dose da vacina inicia esta semana. Idosos concordam com reforço.

Terceira dose da vacina inicia esta semana. Idosos concordam com reforço (c/vídeo)

Partilhar por:

Inicia esta semana a administração da terceira dose da vacina contra a Covid-19.

A Direção-Geral de Saúde (DGS) avança, que nesta fase, a administração da  terceira dose vai abranger preferencialmente os idosos com mais de 80 anos e residentes em lares.

O Novum Canal foi auscultar a opinião de alguns idosos e não só sobre este reforço que irá abranger para já as pessoas com 65 ou mais anos, tendo em conta que são também estes grupos etários que são os mais vulneráveis.

António Mota, de Paredes, disse ser a favor da administração da terceira dose, salientando que são estas faixas etárias que apresentam mais vulnerabilidades em termos de saúde, pelo que faz sentido que as autoridades de saúde avancem com este reforço.

“Já fiz as suas doses e vou também fazer a terceira, assim que for contactado. Acho que é uma mais-valia para mim e para a comunidade. Mais tarde ou mais cedo isto ia acontecer”, disse, salientado ser a favor que a administração deste reforço seja generalizado ao resto da população, uma vez que estamos já no outono, estação do ano propícia às infeções respiratórias.

José Augusto Lopes, de Paredes, mostrou ser, também, um defensor da terceira dose.

“Sou a favor da administração do reforço. É positivo para todos. Já fiz duas tomas, mas estou disponível para fazer a terceira. Assim que me chamarem irei fazer a terceira toma”, frisou.

Andreia Gonçalves admitiu que esta é uma matéria da competência das autoridades da saúde, defendendo que se é verdade que a vacina vai perdendo eficácia, faz todo o sentido avançar para uma terceira dose.

“Se efetivamente a DGS confirma que os idosos devem tomar a terceira dose e se as vacinas anteriores vão perdendo eficácia, acho que faz todo o sentido e não devemos hesitar”, expressou, sustentando que está provado que as doses protegem-se os mais idosos e que o reforço vai acabar por ser extensivo ao resto da comunidade.  

“ O modelo, acredito, que será idêntico e a vacinação vai acabar por abranger os outros grupos etários”, atalhou.

João Pedro, de Lousada, concordou com o reforço que irá ser implementado, já a partir desta semana, realçando que estas vacinas são vitais para o reforço da nossa memória imunológica.

“É uma medida acertada. Já retiramos a máscara e as infeções respiratórias vão aumentar. Este ano acredito que as inspeções vão ser mais visíveis”, afirmou, reconhecendo que este reforço vai acabar por abranger o resto da população.

“Estamos a falar da terceira dose, mas também haverá um reforço para a vacina Johnson & Johnson. O processo será idêntico para o que já acontece com outras vacinas, tais como a do tétano”, afiançou.

Paulo Alexandre, de Paredes, manifestou ser também a favor, recordando que esta medida é acertada, uma vez que estamos no outono. 

“Concordo em absoluto. O reforço deveria ser extensivo a toda a comunidade, à semelhança do que sucedeu em Israel”, adiantou, reconhecendo que as doses que já foram administradas não duram eternamente.

Refira-se que o reforço da vacina nos imunossuprimidos já está a ser administrado.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!