Novum Canal

mobile

tablet

Projeto RecUPERa quer recuperar física e mentalmente idosos

Projeto RecUPERa quer recuperar física e mentalmente idosos

Partilhar por:

O projeto RecUPERa, Reabilitação física e mental dos utentes e profissionais das estruturas residenciais para idosos (ERPIs) quer recuperar física e mentalmente os idosos, na sequência do impacto da pandemia da Covid-19 e que tem sido identificada, pelas instituições, como uma das necessidades de atuação.

O projeto pretende promover a reabilitação física e mental dos utentes e funcionários das ERPIs, minimizando os impactos da pandemia de Covid-19.

O RecUPERa tem a durante de seis meses abrange 76 mil utentes e 47 mil funcionários 60 equipas e mais de 1700 ERPI.

O programa, segundo o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, pode ser prolongado se necessário, decorrendo de  outubro 2021 a abril 2022.

O Governo avança que este programa tem como princípios a “coordenação nacional por profissionais qualificados, garantindo uniformidade de cuidados”, envolve “recursos humanos especializados e capacitados, nomeadamente fisioterapeutas (ou terapeutas ocupacionais) e psicólogos”, prevendo a “atuação nos utentes e funcionários com potencial de recuperação”.

O programa preconiza a atuação das equipas em múltiplas ERPIs maximizando a eficiência do investimento, a utilização dos equipamentos disponíveis nas ERPIs, assim como a existência de registos e monitorização dos impactos do projeto”.

Está prevista a reabilitação mental através de “sessões de terapia de grupo com utentes de ERPI’s, em casos de patologias ansiosas e depressivas minor”, assim como “sessões de terapia de grupo com funcionários de ERPI’s”.

Prevê-se, também, a criação de “formação dos profissionais de ERPI’s em estratégias quotidianas de neuroestimulação e de prevenção da saúde mental dos idosos”.

O programa determina o “estabelecimento de parceria entre a RePEnSA e os parceiros do setor social, visando o acompanhamento ao longo da implementação do programa, permitindo a otimização e maximização das intervenções a realizar”.

O programa pressupõe a “operacionalização da Equipa de Coordenação Nacional do Projeto RecUPERa, a contratualização das Equipas de intervenção nos distritos; a formação e Capacitação das Equipas de Intervenção nos Distritos”, assim como a “aquisição de tablets para utilização pelas equipas”.

Estipula-se, também, a “operacionalização com as instituições, intervenções a realizar nas ERPIs pelas equipas e a elaboração de relatório com resultados atingidos pelas intervenções efetuadas”.

Além do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, o projeto conta com RePEnSA (Rede Portuguesa de Envelhecimento Saudável e Ativo), os parceiros do Setor Social em colaboração com a Ordem dos Psicólogos Portugueses.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!