Novum Canal

mobile

tablet

Daniela Campos feliz por terminar Mundial de estreia
Fotografia: Federação Portuguesa de Ciclismo

Daniela Campos feliz por terminar Mundial de estreia

Partilhar por:

Daniela Campos, sub-23 de primeiro ano, competiu hoje na prova de fundo para elite do Campeonato do Mundo de Estrada, ficando feliz por ter cumprido o objetivo de terminar a exigente corrida de 157,7 quilómetros, entre Antuérpia e Lovaina, na Flandres, Bélgica

Já Maria Martins esteve entre as 45 ciclistas que não chegaram ao fim.

A Federação Portuguesa de Ciclismo destaca, em comunicado, que “as duas representantes de Portugal estudaram cumpriram as indicações da selecionadora nacional, Ana Rita Vigário, e mantiveram-se sempre bem colocadas, de forma a evitar imprevistos, sempre comuns neste tipo de corridas”.

“Daniela Campos e Maria Martins fizeram a prova no grupo principal durante o percurso em linha de Antuérpia até Lovaina, no circuito urbano e em parte do circuito exterior à cidade, onde estavam colocados os obstáculos mais exigentes, seis “muros”, dois dos quais em paralelo”, acrescenta o comunicado que nos foi endereçado.

Citado em comunicado, a ciclista Maria Martins destacou que “estava a fazer uma boa corrida, sempre bem colocada, mas, a dada a altura, fiquei mesmo vazia. Não tinha força”, explicou a “corredora olímpica de pista, que viria a ser mandada parar, já depois do regresso ao circuito de Lovaina”.

“Daniela Campos conseguiu resistir mais, cedendo apenas na última subida do circuito da Flandres. A partir daí começou uma nova corrida para a jovem algarvia. A meta passou a ser trabalhar o máximo possível para evitar a eliminação. Missão cumprida!”, reforça o comunicado.

Fotografia: Federação Portuguesa de Ciclismo

“Daniela Campos cortou a meta na 103.ª posição, a 13m21s da italiana Elisa Balsamo, que bateu ao sprint a neerlandesa Marianne Vos e a polaca Katarzyna Niewadoma. Balsamo e Vos gastaram 3h52m27s (média de 40,706 km/h), com menos 1 segundo do que as adversárias mais próximas”, avança ainda a nota informativa.

Citada em comunicado, a atleta manifestou estar feliz por ter terminado o seu primeiro Mundial de elite.

“É o início de um caminho. Estou contente por ter ultrapassado as partes mais duras do percurso e por ter chegado ao fim numa corrida muito dura, uma das mais difíceis que já disputei, mas perante um público extraordinário. O apoio aqui na Bélgica é incrível, dá um extra de força para continuarmos”, referiu.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!