Novum Canal

mobile

tablet

Mário Costa apresenta ao vivo "Oxy Patina - Circum-Navegação Solo" no Land Art Festival
Fotografia: Mário Costa

Mário Costa apresenta ao vivo “Oxy Patina – Circum-Navegação Solo” no Land Art Festival

Partilhar por:

Mário Costa, baterista e compositor vianense, apresenta, no dia 19 de setembro, no Land Art Festival, em Sever do Vouga, o seu projeto “Oxy Patina – Circum-Navegação – Solo”.

Depois da estreia “no passado mês de Junho de um novo reportório inspirado na primeira viagem de circum-navegação liderada por Fernão Magalhães, em quarteto (acompanhado por Benoit Delbecq, Bruno Chevillon e Justin Stanton)”, o baterista apresenta-se agora num formato a solo.

“Partindo de composições originais, musicando sentimentos que nos poderão atormentar numa extensa viagem confinados numa Nau, como a Angústia, a Saudade ou a Determinação e usando o vocabulário do jazz – a improvisação – Mário Costa navega rumo à sua ilha de sonho: um palco amontoado de instrumentos musicais, com o máximo de timbres disponíveis, desde instrumentos de percussão tradicional portuguesa à bateria, passando pela percussão eletrónica”, refere o comunicado que nos foi enviado que acrescenta que uma “Circum-Navegação” que une Povos, Tradições e Culturas sem atravessar Continentes e Oceanos, apenas utilizando esta linguagem universal – A Música”.

Mário Costa é uma das “principais referências do jazz contemporâneo e da bateria em particular. Tem construído um percurso musical notável, com mais de 600 concertos realizados enquanto baterista de artistas como  Miguel Araújo, António Zambujo e Ana Moura, com quem já partilhou o palco nas mais conceituadas salas do globo, tais como a Sidney Opera House, Carnegie Hall NYC ou Berlin Philharmonic”.

O baterista tem integrado “ininterruptamente diversas formações de jazz nacionais e colaborado com vários músicos de diferentes gerações, desde João Mortágua ou Hugo Carvalhais a Carlos Bica ou Mário Laginha”.

“Internacionalmente, é membro do super-grupo revelação do jazz europeu Emile Parisien – Sfumato, que soma já dois registos discográficos na reconhecida editora ACT: “Sfumato” (2016), considerado álbum do ano nos prémios franceses “Victoires du Jazz”, e “Sfumato Live in Marciac” (2018) que consagra em definitivo o baterista português Mário Costa ao lado das maiores figuras do jazz mundial como os lendários Michel Portal, Joachim Kühn e Wynton Marsalis”, refere a nota informativa”.

Mário Costa apresenta ao vivo "Oxy Patina - Circum-Navegação Solo" no Land Art Festival
Fotografia: Mário Costa

Entre outros nomes conceituados da cena jazzística internacional, “Mário Costa já partilhou o palco com John Taylor, Lionel Loueke, Bruno Chevillon, Daniel Humair, Vincent Peirani, Michael Wollny, Theo Ceccaldi, Liudas Mockunas, Dominique Pifarély, Thomas de Pourquery, Bojan Z, Yaron Herman e o saxofonista inglês Andy Sheppard, ingressando recentemente o seu novo quarteto”.

“Em 2018, Mário Costa lançou o projecto OXY PATINA (CleanFeed), acompanhado novamente por duas figuras incontornáveis do jazz europeu: Benoît Delbecq, no piano e Marc Ducret na guitarra: a estreia em nome próprio, que para além de inúmeras criticas internacionais, recebeu o máximo das estrelas pela revista Jazz.pt que lhe atribuiu os títulos de “melhor disco do ano” e “músico de jazz nacional do ano”, sublinha o comunicado que nos foi endereçado, sublinhando que o “músico está já a preparar o lançamento do seu segundo álbum como líder – OXY PATINA IV – que será apresentado ao público em 2022”.

O concerto “OXY Patina Circum-Navegação Solo” conta com o apoio dos Fundos Europeus Portugal 2020 através do Programa Garantir Cultura e Compete 2020”.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!