Novum Canal

mobile

tablet

Coligação PSD/CDS-PP “ Primeiro as Pessoas” apresentou candidatos às juntas, assembleia e câmara municipal
Fotografia: Primeiro as Pessoas

Reportagem (C/Vídeo): Coligação PSD/CDS-PP “ Primeiro as Pessoas” apresentou candidatos às juntas, assembleia e câmara municipal

Partilhar por:

A Coligação PSD/CDS-PP “ Primeiro as Pessoas” apresentou, este sábado à noite, no Parque José Guilherme, em Paredes, os candidatos às juntas de freguesia, Assembleia Municipal e respetivos deputados municipais, a vereadores e à presidência da câmara.

Ricardo Sousa, candidato da coligação à presidência da autarquia paredense, assumiu que as propostas que tem para o concelho serão no seu devido tempo apresentados,  apontando  como prioridades a aposta nos jovens, nos seniores, a aposta no emprego, atração de investimento e a criação de melhor emprego e mais rendimento para os munícipes.

“É fundamental as pessoas terem mais rendimentos para viverem melhor. As pessoas têm que ganhar bem e dispor de qualidade de vida. É fundamental que o município possa dar esses apoios e proporcionar esses apoios o que não aconteceu em quatro anos. As críticas têm surgido porque os erros foram tantos que acabamos por não ter tempo suficiente para os elencar. Eles existem em todas as áreas, infelizmente para todos os paredenses”, disse.

Ricardo Sousa, aproveitou a apresentação dos candidatos às juntas de freguesia do concelho, câmara e assembleia municipal, para reiterar as críticas já apontadas ao executivo municipal, liderado por Alexandre Almeida, da falta de investimento nas freguesias.

“Na maioria das freguesias não há obra nenhuma. É lamentável. Ainda, por cima, acresce o facto da dívida  no concelho de Paredes ter aumentado de forma exponencial. É incompreensível como é que não se faz obra e ainda se aumenta a dívida. É de facto muito mau para o nosso concelho e vamos pagar esta fatura.  O PSD, já o afirmei, tem gente capaz para resolver esta questão e dar a volta ao concelho”, expressou.

Questionado sobre a instalação de uma unidade de valorização de biorresíduos e o facto de já existir um acordo, um contrato,  o candidato da coligação “Primeiro as Pessoas” garantiu que tudo é resolúvel na vida.

“Temos que afirmar o concelho de Paredes na Ambisousa e na Área Metropolitana do Porto. Em quatro anos qual foi o investimento da Área Metropolitana do Porto no concelho de Paredes? Nenhum. Porque Alexandre Almeida tem fretado as pessoas de Paredes para servir os seus camaradas de outros concelhos e isso é vergonhoso. É uma garantia que quero deixar, com a coligação Primeiro as Pessoas o lixo não vem para Baltar” afirmou, insistindo na tese que a questão da unidade de valorização de biorresíduos tem de ser trabalhada ao nível da Área Metropolitana do Porto.

“Alexandre Almeida tem optado por transportar algumas pessoas a Ermesinde para beber água, mas para beber água, se calhar, é melhor levá-las ao Luso ou a Vigado porque a água é sensivelmente melhor. Se de facto querem ver uma fábrica do Lixo que vão a Mirandela. Mostrem de facto exemplos. Não é igual que vão à Maia, na Lipor. A Maia não é Ermesinde. Porque anda aqui a iludir, é um verdadeiro malabarista e anda a iludir os paredenses e isto não se faz porque é enganar as pessoas. Como é que numa matéria tão sensível como esta pode haver seis presidentes de câmara contentes? Os cincos porque a instalação vem para o concelho de Paredes e o responsável do concelho de Paredes está contente porquê? Isto é muito estranho, muito mau e prejudica o futuro do concelho para muitos anos. Não é só Baltar, prejudica todos os munícipes”, declarou.

Ricardo Sousa relembrou que a coligação PSD/CDS-PP que concorre às eleições autárquicas de 26 de setembro está viva, coesa e tem objetivos bem definidos.

“O PS tentou passar a mensagem que a coligação estava morta, anda a iludir com algumas histórias e algumas parangonas, mas estamos a disputar as eleições com o PS taco a taco. As pessoas que estiveram no parque José Guilherme mobilizaram-se. Temos em todas as freguesias as pessoas mais capazes  para gerir as suas freguesias. O mesmo acontece com as candidaturas municipais, em que temos pessoas com provas dadas, competentes e com o apoio de todos vamos voltar a colocar Paredes nos eixos, afirmando Paredes como um concelho, reformista, humanista e que cuida de todos”, atalhou.

O candidato do PSD/CDS-PP relembrou que a coligação teve a preocupação de abrir o partido à sociedade, integrando a candidatura “Primeiro as Pessoas”, elementos dois dois partidos que forma a coligação e outros que em 2017 optaram por outro caminho, mas que, este sábado, estiveram no Parque José Guilherme para apoiar o projeto da coligação.

Ricardo Sousa insistiu que pretende fazer uma campanha de proximidade, auscultar as preocupações e problemas de todos os munícipes.

“Daí o nosso slogan “Primeiro as Pessoas” porque se não forem as pessoas, o que é que andamos cá a fazer? Não faz sentido que seja de outra maneira”, questionou, deixando um repto para que os paredenses se mobilizem e acreditem nas propostas e no rumo traçado pela coligação “Primeiro as Pessoas” para o concelho.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!