Novum Canal

mobile

tablet

Amarante: PS apresentou candidatos a Gondar, Vila Caiz e Gouveia São Simão
Fotografia: PS Amarante

Amarante: PS apresentou candidatos a Gondar, Vila Caiz e Gouveia São Simão

Partilhar por:

O PS Amarante apresentou os nomes de Hugo Vaz, António Ferraz Peixoto e Fátima Fernandes para as Assembleias de Freguesia de Gondar, Vila Caiz e Gouveia São Simão, respetivamente.

as sessões de apresentação das respetivas equipas, contaram com a presença de Alexandra Bento, que encabeça a lista candidata à Assembleia Municipal e de Hugo Carvalho, candidato à Câmara Municipal de Amarante.

Nestas sessões, a Juventude Socialista fez-se representar em Gondar pelo seu presidente, Pedro Ribeiro, em Vila Caiz por Beatriz Pinto e em Gouveia São Simão por Margarida Carvalho.

O PS realça que a candidatura de Hugo Vaz, candidato à Assembleia de Freguesia de Gondar  tem a alma e o coração em Gondar e que se apresenta com seriedade, rigor, verdade e contas certas na defesa do interesse público”.

“Foram muitas as realizações durante este mandato. Pequenas e grandes, discretas e mais visíveis, mas todas em prol de um melhor Gondar. Mas pensamos também no futuro, quando pensamos na melhoria das acessibilidades da freguesia, como por exemplo a estrada de Vilela a Vila Seca, com saneamento e pavimentação de toda a estrada. É isto que o PS imagina: sustentabilidade social e ambiental e melhoria de qualidade de vida das pessoas. É assim Gondar como imaginamos”, explicou Hugo Vaz.

Fotografia: PS Amarante

 A EB2,3 de Vila Caiz serviu de palco à apresentação da candidatura de António Ferraz Peixoto que, na sua intervenção, prometeu acabar com o “pagamento de taxas associadas a atestados e outros documentos emitidos pela Junta, a comparticipação dos pais no prolongamento das atividades letivas, as licenças de construção e taxas de cemitérios, bem como taxas de canídeos”.

“Além disto, quero destacar outras medidas que fazem parte do nosso compromisso com Vila Caiz, como implementar a cobertura do campo da Escola E.B.1, apoiar a construção de uma creche, valorizar o nosso Centro de Saúde, instalar o Espaço Cidadão e trabalhar para que sejam criadas novas instalações para o centro de dia”, referiu o candidato à presidência da Junta.

António Ferraz Peixoto apresentou, ainda, um conjunto de medidas que, articuladas com a “Câmara Municipal de Amarante e com o Hugo Carvalho”, pretende levar a cabo, nomeadamente “reforçar a linha de transportes em Vila Caiz e assegurar o transporte das populações dos lugares de Vilarinho e Passinhos para o centro de Amarante e vice-versa, defender a reabertura e modernização da linha ferroviária do Tâmega que sirva de transporte suburbano de ligação ao Porto bem como de longa distância, procurar junto das entidades competentes soluções para a execução de uma entrada e saída junto à portagem da A4, direta à freguesia, entre muitas outras”.

Já Fátima Fernandes, candidata à freguesia de Gouveia São Simão, colocou a tónica no desenvolvimento da freguesia, frisando que esta é “uma freguesia que parou no tempo”.

A candidato realçou a importância da intergeracionalidade que considera fulcral para aumentar a capacidade de fixação de população e de atratividade da mesma.

A engenheira civil assumiu este desafio com o claro objetivo de “ver os meus filhos continuarem a viver nesta freguesia. Se nada for feito para contrariar o atual estado em que Gouveia São Simão se encontra, não tenho dúvidas que continuaremos a perder população. Como tal, eu e a minha equipa trabalharemos na valorização das pessoas, no sentido do progresso e da melhoria da qualidade de vida dos nossos residentes. O nosso projeto político tem como prioridades incentivar os jovens, apoiar os mais idosos, fomentar o turismo, apoiar o desporto e valorizar o nosso património”, referiu.

Fotografia: PS Amarante

A candidata avançou que o conjunto de propostas apresentadas resulta “do levantamento das necessidades da população. Propomos ideias simples, mas que transformarão a vida das pessoas e dinamizarão a nossa freguesia e que passam pela urgente revisão do PDM, como forma de potenciar novas áreas de construção, a dotação da freguesia de mais e melhores condições para os mais jovens e para os idosos, tal como a criação de um espaço multidesportivo complementado com área de lazer para crianças e idosos”.

Fátima Fernandes manifestou, ainda, a sua disponibilidade para reforçar o apoio “ao Centro Cultural e Recreativo de Gouveia São Simão, para a recuperação e maior aproveitamento dos recursos patrimoniais, para a criação de passeios na rede viária para a circulação pedonal em segurança, melhoria da sinalética da freguesia com identificação clara de caminhos e pontos de interesse, entre muitas outras medidas que precisam, urgentemente, de serem implementadas para que seja devolvida a importância e a relevância que a mesma foi perdendo ao longo dos últimos anos”.

Hugo Carvalho, na sua intervenção, apresentou pilares estratégicos da candidatura “Amarante como Imaginamos” que assentam num conjunto de pequenas medidas que, segundo o próprio, “terão um verdadeiro impacto na vida das pessoas”.

“Esta semana ficamos a conhecer os resultados preliminares dos Censos 2021 e com eles a informação de que Amarante perdeu, na última década, mais de 4300 pessoas. A população é o mais importante de um concelho. O desígnio deste programa eleitoral é criar medidas para que os amarantinos sintam que é bom viver em Amarante”, destacou.

O candidato à presidência da câmara municipal defendeu o reforço da capacidade de Amarante para atrair e fixar população e criar mais e melhor emprego.

“A autarquia desempenha, neste processo, um papel crucial como facilitador e parceiro de quem está a chegar, mas também de quem quer expandir a sua atividade”, disse.

“Não podemos dificultar este processo. Caso contrário, os concelhos vizinhos vão ocupar esse espaço. Queremos uma Câmara que seja um parceiro e não um opositor a quem quer ser investidor”, destacou o candidato.

Hugo Carvalho defendeu, também, uma maior agilidade no processo de licenciamento, confirmando que este “tem de ser mais rápido e mais barato para quem quer aqui construir habitação permanente. Amarante é um dos municípios mais caros da região, no que se refere ao custo do processo de licenciamento. Isto tem de mudar”.

O apoio à natalidade, com a oferta de um vale de 500 euros a cada recém-nascido, que pode ser gasto no comércio tradicional ou na farmácia, integra, também, o conjunto de propostas que o PS Amarante apresenta para mudar o dia-a-dia dos amarantinos.

“Para os mais novos, a candidatura “Amarante como Imaginamos” tem ainda prevista a concretização de uma rede de parques infantis inclusivos de nova geração, onde são privilegiadas as experiências sensoriais”, disse, salientando que “Amarante é dos concelhos mais pobres no que se refere a espaços de lazer para crianças.

“Queremos mudar esta realidade”, atalhou.

Ainda no que se refere ao apoio às famílias, Hugo Carvalho comprometeu-se com o fornecimento de “refeições grátis a todas as crianças do pré-escolar e do 1.º ciclo”, adiantando ainda que as cantinas passarão a ser “geridas pelas juntas de freguesia ou coletividades locais” pois, só desta forma é que o candidato considera ser possível ter controle sobre a qualidade das refeições que são servidas.

“Ao mesmo tempo iremos fomentar e potenciar o comércio local, assegurando que os produtos para a confeção das respetivas refeições serão adquiridos a produtores locais”, adiantou Hugo Carvalho.

No que toca ao ensino, Hugo Carvalho assumiu o compromisso de implementar um “prolongamento de qualidade e de verdadeiro enriquecimento curricular, em estreita articulação e parceria com as diversas associações e coletividades do concelho, cujos elementos serão os atores preferenciais de uma verdadeira política intergeracional que reforçará a coesão social”.

Na área da terceira idade, o candidato socialista disponibilizou-se a criar um “fundo municipal para comparticipação dos medicamentos aos mais velhos e aos doentes crónicos”.

O preço da água e da recolha do lixo e a requalificação da rede viária municipal foram também temas visados na intervenção de Hugo Carvalho que assumiu o compromisso de baixar o preço da água “de forma justa e ponderada”, com a autarquia a comparticipar o valor da mesma.

Hugo Carvalho destacou, ainda, a “fase crucial que o concelho e o país estão a viver com a chegada do maior envelope financeiro de sempre, resultante das verbas do Plano de Recuperação e Resiliência e a importância de quem está a liderar os destinos do município, numa altura em que se vai desenhar o futuro de Amarante”.

 “Queremos uma equipa gasta e em fim de ciclo ou uma equipa jovem e motivada com influência e proximidade junto do poder político central? Cada um de nós tem esta decisão nas mãos, no próximo dia 26 de setembro”, sublinhou o candidato.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!