Novum Canal

mobile

tablet

Resende: Origo prosseguem digressão com concerto na Igreja de São Martinho de Mouros
Fotografia: Rota do Românico

Resende: Origo prosseguem digressão com concerto na Igreja de São Martinho de Mouros

Partilhar por:

Os Origo Ensemble  prosseguem, a sua digressão “Monumentum”, já este sábado, 24, pelas 21h30, pela Rota do Românico , desta feita com um concerto na Igreja de São Martinho de Mouros, em Resende.

A organização destaca que o “espetáculo “Monumentum” é essencialmente vocal, com repertório sacro de cariz medieval, bizantino e renascentista, incluindo pequenos apontamentos sobre a narrativa das peças, os compositores e outras curiosidades da história da música”, salientado que o “Ensemble vocal feminino, as Origo nasceram em 2011, tendo como objetivo o estudo, a interpretação e a divulgação da música antiga. A sua formação atual conta com Ana Margarida Laranjeira, Patrícia Ramos, Raquel de Lima, Sofia Macaia e Sónia André”.

Fotografia: Rota do Românico

A Rota do Românico reforça que “este evento enquadra-se no projeto EEC PROVERE Turismo para Todos: Valorização, dinamização e promoção turística da região, cofinanciado pelo Norte 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER)”.

Falando da Igreja de São Martinho de Mouros, a Rota do Românico realça que é um “monumento que se destaca no românico português,  impressiona pela robustez da sua fachada turriforme”.

“Porém, não obstante a sua aparência militar, nunca cumpriu funções que não fossem as litúrgicas. A sua edificação pode ter-se arrastado por vários anos, resultando na cessação do projeto original, que se pensa de três naves e cujo arranque corresponde ao interior da torre-fachada. No interior, destaca-se a capela-mor profundamente alterada na Época Moderna. A Igreja de São Martinho de Mouros foi classificada como Monumento Nacional em 1922”, lê-se no comunicado que nos foi enviado.

Fotografia: Rota do Românico

“A Rota do Românico reúne, atualmente, 58 monumentos e dois centros de interpretação, distribuídos por 12 municípios dos vales do Sousa, Douro e Tâmega (Amarante, Baião, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Felgueiras, Lousada, Marco de Canaveses, Paços de Ferreira, Paredes, Penafiel e Resende)”, acrescenta a nota informativa que sublinha que “as principais áreas de intervenção da Rota do Românico abrangem a investigação científica, a conservação do património, a dinamização cultural, a educação patrimonial e a promoção turística”.

A entrada é gratuita, condicionada à lotação do espaço, por ordem de chegada.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!