Novum Canal

mobile

tablet

Miguel Ângelo Quarteto no Festival Dá Corda em Lamego
Fotografia: BMC Events

Miguel Ângelo Quarteto no Festival Dá Corda em Lamego

Partilhar por:

O conjunto Miguel Ângelo Quarteto dá um concerto, no dia 29 de julho, pelas às 19h, no Hotel Six Senses Douro Valley, em Lamego, com o objetivo de unir esforços entre o setor da cultura e do turismo., no âmbito do Festival Dá Corda.

A organização esclarece, em comunicado, que esta “colaboração será materializada através da realização de concertos de música ao vivo, com transmissão online, em diferentes espaços de hotelaria e unidades de alojamento localizados na região do Porto e Norte, e prolonga-se até Janeiro de 2022”.

A organização esclarece que “cada atuação irá traduzir-se numa oportunidade de trabalho para os músicos e respetiva equipa técnica envolvida na produção do espetáculo e, simultaneamente, numa ferramenta de divulgação e promoção dos espaços escolhidos como palco”, sustentando que os “concertos têm como público-alvo os hóspedes das unidades hoteleiras. Vão ser também transmitidos nas redes sociais e o público pode candidatar-se a estadias gratuitas”.

Fotografia: BMC Events 

A organização reforça que o “Festival Dá Corda pretende assim reativar dois setores que têm sido muito afetados pela pandemia e revitalizar o turismo em zonas do país com menos procura, mostrando a potencialidade de cada localidade”, acrescentando que o “evento tem uma estreia de luxo com o concerto do conceituado grupo de jazz, Miguel Ângelo Quarteto num dos mais emblemáticos hotéis da região do Douro, o Six Senses Douro Valley”.

“O Quarteto lançou recentemente o álbum “Dança dos Desastrados” que tem sido aclamado pela crítica”, lê-se na nota informativa que informa que “o Festival Dá Corda é uma iniciativa da BMC Events e conta com o apoio dos Fundos Europeus Portugal 2020 através do Programa Garantir Cultura e Compete 2020. Em breve serão anunciados mais concertos”.

A organização avisa que a “antiga Quinta de Vale Abraão, uma jóia do século XIX que deu nome a um livro de Agustina Bessa-Luís e ao filme de Manuel Oliveira, foi convertida em hotel, o único resort da Europa da cadeia asiática Six Senses, e que é reconhecida também pela prática da sustentabilidade (produtos locais, redução do desperdício e do plástico), privilegiando os vinhos e produtos portugueses de pequenos produtores. O Six Senses tem também um Fundo de Sustentabilidade destinado a apoiar três projetos nas comunidades locais”.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!