Novum Canal

mobile

tablet

Humberto Brito destaca que concelho não precisa da “política do recado, do remoque”
Fotografia: PS Paços de Ferreira

Humberto Brito destaca que concelho não precisa da “política do recado, do remoque”

Partilhar por:

O presidente da Câmara de Paços de Ferreira, Humberto Brito, destacou, na apresentação da sua recandidatura à presidência da câmara municipal e também dos cabeças de lista à Assembleia Municipal e Juntas de Freguesia, que decorreu no Parque Urbano de Paços de Ferreira, que o “concelho não precisa da política do recado, do remoque”.

“O concelho não precisa da política do recado, do remoque, ou do bota-abaixo. Não precisa da política da intriga, da calúnia, ou dos que só sabem falar mal dos outros! O concelho não precisa da política que destila ódio e promove o ataque pessoal! Porque não é mim que insultam! Insultam todo o povo deste concelho que não se revê nesta forma de estar na vida!  E repudia todos os que atentam contra a dignidade e o bom nome dos outros! O que o concelho precisa neste momento é de políticos que falem com verdade! Que saibam dizer aos cidadãos de Paços de Ferreira o que é preciso fazer! O que é possível fazer e o que está ao nosso alcance fazer.  Por isso esta eleição não é a minha eleição contra ninguém! É a eleição pelas ideias, pelos projetos que queremos e desejamos para o nosso concelho!”, disse.

Fotografia: PS Paços de Ferreira

O atual presidente do município pacense relembrou que “as próximas eleições são sobre o futuro do concelho, salientando não temer e não recear ser avaliado e julgado pelo trabalho dos últimos oito anos.

“Oito anos que fizeram toda a diferença. Oito anos onde a mudança permitiu: Reduzir a dívida em 35 milhões de euros; Pagar faturas, subsídios e contas da Câmara a 12 dias; Fazer obras permanentes e em todas as freguesias  Aumentar e melhorar os parques urbanos e espaços verdes do Concelho; Realizar a maior regeneração urbana que este Concelho conheceu; Garantir os maiores apoios sociais de todos tempos:  Como foram e são os manuais escolares, refeições e transporte escolar gratuitos para os nossos alunos; Reduzir o preço da água!”, afirmou.

Fotografia: PS Paços de Ferreira

Falando daquilo que foram estes últimos oito anos, o chefe do executivo e recandidato à presidência da autarquia recordou a “Instalação da iluminação led em todo o concelho”, assim como a valorização dos “trabalhadores da Câmara Municipal para fazermos mais obras, melhores serviços e mais económicos”.

“Tudo isto, com a menor carga fiscal de sempre, com o IMI no mínimo. Temos por isso, muito orgulho no trabalho que fizemos nestes anos. Temos muito orgulho no balanço destes últimos oito anos. Oito Anos de contínua mudança! Uma governação de responsabilidade. De prometer e cumprir com seriedade, transparência e determinação! De recuperação financeira, mas também da melhoria contínua da qualidade de vida. E do aumento dos apoios sociais, às crianças, aos jovens, às famílias aos nossos idosos. Uma governação de contínua transformação. Apostada na modernidade e na solidariedade. Uma governação ao serviço de todos e para todos”, acrescentou.

Fotografia: PS Paços de Ferreira

Referindo-se ao último mandato, Humberto Brito disse tudo ter feito para “honrar a confiança dos nossos munícipes”, num ano marcado pela crise sanitária.

“E fizemo-lo em circunstâncias nunca antes experimentadas! Com uma pandemia! Que nos colocou à prova! Uma pandemia que varreu o mundo de uma ponta à outra e colocou a humanidade à prova de fogo.  Aqui, no nosso concelho não fomos exceção. Sentimos na pele a dimensão desta pandemia. Que suspendeu muitos dos nossos projetos!  Mas estamos a ser capazes de resistir! De lutar e vencer!  E estes quase dois anos que levámos de pandemia obrigam-me, moralmente, a dizer presente. Entendi por isso, depois de refletir, que me devia candidatar a mais um mandato autárquico. Ao último ato eleitoral a que posso concorrer. Encerrar assim um ciclo de governo! Interrompido com esta pandemia que nos obrigou a responder e a trabalhar de modo diferente para que nada faltasse a ninguém!”, afiançou.

Fotografia: PS Paços de Ferreira

Humberto Brito,  na sua intervenção, declarou que a eleição de 26 de setembro será o escrutínio em que os munícipes vão decidir se “querem o progresso e a boa gestão municipal ou regressar a um tempo passado”.

“Está é a eleição mais simples que tem pela frente para em consciência decidir o seu voto! Será a mais simples porque hoje conhece de forma muito clara os dois principais modelos de governo que são propostos para a gestão do município. Dia 26 de setembro os cidadãos vão poder dizer se querem seguir em frente! Ou se querem voltar atrás!  Se querem o progresso e a boa gestão municipal ou regressar a um tempo passado! A um tempo que não podemos nem devemos esquecer! Para nunca mais o repetir! Este é o tempo de seguir em frente! De continuar a mudança! A mudança que não pode parar!”, avançou.

Fotografia: PS Paços de Ferreira

“Quero hoje pedir a oportunidade democrática de dispor de um governo municipal com todos os presidentes de junta de freguesia.  As juntas de freguesia não podem ser opositoras à Câmara Municipal. Quem perde é a população!  É, pois, muito importante que haja sintonia entre a Câmara Municipal e as Juntas de Freguesia para que o desenvolvimento se faça de forma harmoniosa. Mas para que tal seja possível, caras e caros concidadãos, reforço a importância de votarem também nos candidatos que hoje vos apresentámos às Juntas de Freguesia.  Que dão a cara comigo para governar este concelho! É isso que vos peço! Esta será uma eleição histórica! Porque precisamos dessa confiança! De darmos as mãos por um projeto coletivo! Sem birras e lutas absurdas!”, atalhou.

Humberto Brito aproveitou a apresentação da sua recandidatura para elencar algumas das medidas e propostas que pretende implementar no próximo mandato, nomeadamente, propondo “500 euros para cada recém-nascido; 120 apartamentos para arrendamento acessível a começar em 2022 e terminar em 2025;  sermos dos primeiros concelhos em Portugal avançar com a rede 5G e construir a nova Escola Profissional e o Centro Tecnológico do Mobiliário”.

“As nossas propostas são objetivas! Concretas!  Falamos das pessoas e para as pessoas. Não falamos de coisas vazias. Não andamos por aí só para sermos vistos! Não!  Nós temos mesmo ideias concretas do que queremos fazer e do que nos propomos fazer! Por isso proponho; 500 euros para cada recém-nascido; 120 Apartamentos para arrendamento acessível a começar em 2022 e terminar em 2025 Sermos dos primeiros concelhos em Portugal avançar com a rede 5G; Construir a nova Escola Profissional e o Centro Tecnológico do Mobiliário; Continuar a requalificação dos espaços públicos nas freguesias do concelho e aumentar as zonas verdes em todas as freguesias”.

O atual presidente da autarquia pacense elegeu, também, como prioridades “requalificar as margens dos rios e as zonas ribeirinhas! continuar a reduzir a dívida municipal e continuar a pagar a pronto! continuar o trabalho para garantir que teremos a ferrovia no concelho até 2030, apostar e renovar o nosso compromisso de aderir a área metropolitana do Porto!”, confirmando que pretende fazer de Paços de Ferreira “o melhor concelho em Portugal e um dos melhores da Europa para viver, residir e trabalhar!”.

Fotografia: PS Paços de Ferreira

“Vamos para estas eleições com todos os que nos apoiam! Socialistas, independentes, simpatizantes e militantes do PSD e de outras forças partidárias. Vamos para estas eleições com confiança em nós e nas nossas ideias. Sem necessidade de dizer mal de quem quer que seja! Temos ideias e projetos!  Temos a energia, a força e a convicção que podemos continuar a servir a nossa comunidade!  Temos as pessoas. Temos os nossos candidatos disponíveis e comprometidos com serviço à sua comunidade.  E que honra podemos ter nestas mulheres e nestes homens! Que conhecemos e sabemos muito bem quem são! O concelho sabe bem quem os defende, quem está ao seu lado!”, frisou ainda.

No decorrer da apresentação da candidatura de Humberto Brito à Câmara de Paços de Ferreira foram, também, apresentados os candidatos à às juntas de freguesia, sendo que o candidato a Raimonda é o atual presidente da junta de freguesia,  Jocelino Moreira.

O candidato a Sanfins Lamoso Codessos  é Joaquim Santos, candidato Independente com apoio do Partido Socialista, em Figueiró, a candidata escolhida é Sónia Barbosa, em Meixomil, Antero Martins.

Na freguesia de Carvalhosa, o candidato chama-se José Maria Leão, em Freamunde, o candidato escolhido é Arménio Ribeiro e em Penamaior, António Gonçalves.

Fotografia: PS Paços de Ferreira

Na Freguesia de Ferreira, Sameiro Martins é o candidato apontado para concorrer à Junta de Freguesia.

Na Seroa Marta Andrade avança como candidata Independente com apoio do Partido Socialista e em Frazão Arreigada, Albertino Neto é o candidato escolhido.

Em Eiriz, a opção do PS recaiu sobre Ernesto Lopes e em Paços de Ferreira sobre Mónica Cardoso, candidata Independente com apoio do Partido Socialista.

Miguel Costa é candidato à Assembleia Municipal de Paços de Ferreira.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!