Novum Canal

mobile

tablet

Bombeiros de Penafiel reclamam dívida ao CHTS

Reportagem (c/vídeo): Bombeiros de Penafiel reclamam dívida ao CHTS

Partilhar por:

Os Bombeiros de Penafiel reclamam o pagamento de serviços por parte do Centro Hospitalar  do Tâmega e Sousa (CHTS) à associação humanitária.

O tema foi abordado, este domingo, no âmbito do 140.º aniversário dos Bombeiros de Penafiel, primeiro pelo presidente da Federação de Bombeiros do Distrito do Porto, José Morais, e depois pelo tesoureiro da Federação de Bombeiros do Distrito do Porto, Eduardo Nunes, que é também presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Penafiel.

“O CHTS de Penafiel tem uma dívida para com as associações humanitárias dos bombeiros voluntários há sete meses. Há sete meses que não paga um cêntimo às associações. Como é que pretendem que, efetivamente, se possa continuar a fazer o transporte de doentes? Digam-nos. Ajudem-nos. Sejam sensíveis a estas causas”, disse José Morais.

Aos jornalistas, Eduardo Nunes confirmou as críticas feitas anteriormente pelo presidente da federação.

O tesoureiro desta entidade recordou que desde dezembro que o CHTS “não paga um cêntimo”, afirmando que a dívida por pagamentos de serviços ultrapassa os 70 mil euros.

O tesoureiro da Federação dos Bombeiros do Distrito do Porto confirmou, ainda, que já solicitou várias reuniões para abordar o assunto junto da administração do CHTS, mas não tem sido possível reunir com os responsáveis do centro hospitalar.

Também o presidente da Câmara de Penafiel, Antonino de Sousa, em declarações aos jornalistas, revelou que a autarquia está atenta ao que se está a passar e irá diligenciar no sentido de que o CHTS possa saldar a dívida aos Bombeiros de Penafiel.

“Vamos naturalmente desenvolver diligências junto do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) no sentido de sensibilizarmos o Conselho de Administração para a importância de saldarem estas dívidas para com os nossos bombeiros”, afirmou, acrescentando: “num orçamento de tantos milhões, como é o orçamento do CHTS, certamente que esta fatura dos bombeiros, que diz respeito a transportes de doentes, é uma fatura bem reduzida e que deve ser saldada. Bem reduzida para o CHTS, mas muito alta para o funcionamento dos bombeiros”.

O Novum Canal tentou obter uma resposta por parte do CHTS, mas até ao momento tal não se afigurou possível.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!