Novum Canal

mobile

tablet

Paços de Ferreira: Humberto Brito confirma que Bosque Ribeirinho é fator de atratividade

Reportagem (C/vídeo) – Paços de Ferreira: Humberto Brito confirma que Bosque Ribeirinho é fator de atratividade

Partilhar por:

O presidente da Câmara de Paços de Ferreira confirma que o Bosque Ribeirinho de Paços de Ferreira, que foi inaugurado este sábado à tarde, ao lado das piscinas municipais de Paços de Ferreira, é fator de atratividade e valorização da biodiversidade no concelho.

O chefe do executivo destaca que com a crise sanitária, estes equipamentos passaram a ter uma nova visibilidade e mudaram, também, a forma como nos relacionamos com a natureza.

“A importância deste espaço surge na sequência deste tempo especial que vivemos. São tempos diferentes e em que as questões da saúde pública colocarem, também, em causa a forma de nos relacionarmos com a natureza”, disse, salientando que este era uma espaço que era do município e que já há alguns anos não estava a ser cultivado, tendo a autarquia decidido ampliar o Parque Urbano de Paços de Ferreira para esta área.

“Quisemos fazê-lo de uma forma diferente. Fizemos uma intervenção distinta e por isso denominamos este espaço de Bosque Ribeirinho. Foram introduzidas um conjunto de árvores nativas, autóctones, que têm placas identificativas, o que permite às pessoas conhecerem melhor a história destas árvores”, avança.

O chefe do  executivo reitera que esta intervenção foi executada tendo como princípio base a preservação da biodiversidade, sem que tenham sido efetuadas grandes alterações físicas, estruturais, e tendo sido salvaguardados os caminhos.

Humberto Brito declara, também, que este é mais um espaço único no concelho que vem valorizar  a aposta que o executivo tem feito, nos últimos tempos, de requalificação das zonas verdes.

O presidente da Câmara de Paços de Ferreira reconhece, por outro lado, estes espaços são sinónimo de desenvolvimento económico e de atração de pessoas, sendo objetivo da câmara municipal atrair pessoas para o território, conferindo-lhes todas as condições para que usufruam de maior qualidade de vida, num permanente equilíbrio com a natureza.

O chefe do executivo garante que alguns investimentos foram  feitos diretamente pelo município outros foram contratualizadas fora, tendo sido plantadas mais de 150 árvores e adquirido mobiliário.

A obra expande a área de lazer do Parque Urbano para a zona vizinha das Piscinas Municipais e do estádio Capital do Móvel, tem uma extensão de 22 mil metros quadrados de área e pretende contribuir para  melhorar e valorizar da paisagem e do ambiente, num conceito integrado de respeito pela identidade deste lugar, na margem do Rio Ferreira.

Além dos percursos para caminhadas com milhares de metros de extensão, os munícipes vão poder encontrar neste espaço “vistas sobre abertos prados verdes, emoldurados por cerca de 150 novas árvores e equipamentos de madeira para sentar e charcos de chuva temporários”.

A vegetação plantada é sobretudo de “espécies autóctones, como são exemplo bétulas, salgueiros, freixos, cerejeiras de jardim e pinheiros mansos, bem como plantas ornamentais pontuando o espaço, numa distribuição criadora de dinâmica e coloração ao longo das estações do ano”.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!