Novum Canal

mobile

tablet

Movimento Juntos Por Paredes refere que “associações do concelho de Paredes não se podem deixar politizar”
Fotografia: Movimento Juntos por Paredes

Movimento Juntos Por Paredes refere que “associações do concelho não se podem deixar politizar”

Partilhar por:

O Movimento Juntos Por Paredes  Nós Cidadãos/ Aliança critica, em comunicado, o que considera ser a “utilização de associações para fins de propaganda política”.

“O Movimento Juntos por Paredes tem vindo a denunciar, a utilização das associações por parte do Partido Socialista local para propaganda política. Situação que infelizmente tem continuado e que agora se adensou. Efetivamente, na apresentação de algumas candidaturas socialistas, alguns dirigentes associativos, em nome da associação que representam, apoiam os candidatos do PS”, refere o  movimento salientando que a “utilização das associações do concelho por parte do executivo socialista para se autopromover na campanha eleitoral é imoral”.

 “Os responsáveis das nossas associações não deviam ter deixado que isso acontecesse. Infelizmente, já aconteceu e algumas associações tornaram-se um mero instrumento de propaganda eleitoral. Os sócios destas mesmas associações, livres de pertencerem a qualquer partido, certamente não se reveem nestes comportamentos”, acrescenta o movimento que tem como candidato à presidência da Câmara de Paredes, Manuel Pinho.

Manuel Pinho elege ambiente, educação, cultura e mobilidade como linhas estratégicas da sua candidatura
Fotografia: Manuel Pinho

O movimento destaca que “nenhuma associação deve nada ao autarca A ou B por lhe ter sido concedido algo que advém do dinheiro público”.

“As autarquias devem ajudar os movimentos associativos, valorizando o seu contributo para a nossa sociedade. Pelo contrário, todos nós devemos muito ao trabalho associativo que, muitas vezes, ajuda a colmatar carências, que o Estado tinha a obrigação de evitar”, lê-se no comunicado que nos foi enviado que garante que o movimento “vai olhar para todas as associações de forma equitativa”.

“Não as queremos de joelhos, a pedir, como se de uma esmola se tratasse. Valorizará todas as associações do concelho, ajudando-as de acordo com os recursos disponíveis e não pela “vassalagem” prestada. O único agradecimento justo será o da população às suas associações locais pelo trabalho em prol da comunidade, só possível com a ajuda de todos, inclusive das autarquias locais”, refere a nota informativa que acrescenta: “queremos ser otimistas e pensar que estes maus exemplos que aconteceram nos últimos tempos por parte do PS Paredes deixarão de acontecer”.  

“PS está interessado em contribuir com propostas e ideias positivas”

Contactado pelo Novum Canal, o presidente da Comissão Política Concelhia do PS Paredes, José Carlos Barbosa, assumiu que não vai entrar numa campanha pela negativa, salientado que o PS está interessado em contribuir com propostas e projetos, tendo apenas como propósito continuar a promover o desenvolvimento do território.

O líder do PS Paredes realçou, ainda, não ver problema algum que líderes de associações prestem apoio aos líderes do PS, sustentando que as pessoas são livres, sabem separar as águas, e têm apenas como objetivos o bem-estar das suas comunidades e utentes das associações.

José Carlos Barbosa realçou, ainda, que houve uma mudança de paradigma na forma como as associações são apoiadas, existindo equidade nos apoios que têm sido atribuídos às coletividades, independente das  pessoas serem do partido A, B ou C.

“Estamos apostados em fazer uma campanha pela positiva e esperamos que a oposição faça o mesmo, que apresente as suas propostas alternativas”, acrescentou.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!