Novum Canal

mobile

tablet

Construção de Horta Biológica da Palmilheira beneficia mais 170 famílias
Fotografia: Câmara de Valongo

Valongo: Construção de Horta Biológica da Palmilheira beneficia mais 170 famílias

Partilhar por:

Mais de 170 famílias vão ser beneficiadas pela Construção de Horta Biológica da Palmilheira, em Ermesinde, concelho de Valongo, numa iniciativa da câmara municipal em articulação com  a REN, num investimento de 106.792,25 euros.

O município destaca, na sua página oficial online, que “mais de 170 famílias, escolas e associações vão poder, em breve, produzir e consumir produtos hortícolas biológicos na Horta Biológica da Palmilheira, em Ermesinde”, tendo a construção tido início esta terça-feira nos “ terrenos cedidos pela REN”.

A autarquia avança que a Horta Biológica da Palmilheira terá ainda “charcos, hotéis de insetos, plantas aromáticas, ninhos, entre outras iniciativas de promoção da biodiversidade e de agricultura urbana”.

Fotografia: Câmara de Valongo

A câmara municipal destaca que “os talhões, 15 dos quais elevados para pessoas com mobilidade condicionada, ocupam 11.000 metros quadrados de terreno e vão ser agora requalificados, através de um projeto que tem como principais linhas orientadoras a promoção da sustentabilidade ambiental, o fortalecimento da inclusão social e o apoio às comunidades locais”.

“Além dos 172 talhões e 6 abrigos para as ferramentas agrícolas, o projeto da Horta Biológica da Palmilheira inclui quatro pequenas passagens pedonais sobre a linha de água que atravessa o terreno; 1 charco para promoção da biodiversidade; casas ninhos; hotel de insetos; sebes e plantas aromáticas de odor agradável, elementos decorativos e mobiliário urbano visando os princípios da economia circular”, refere a publicação que informa que “as pessoas interessadas em ter um talhão na Horta Biológica da Palmilheira podem desde já inscrever-se através do site da Lipor (projeto Horta à Porta)”.   

Fotografia: Câmara de Valongo

A câmara reforça, ainda, que a “iniciativa insere-se no Projecto Horta à Porta – Hortas Biológicas da Região do Porto, da LIPOR (Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto), que promove a construção de hortas comunitárias em oito municípios do Grande Porto (Espinho, Gondomar, Porto, Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Valongo, Maia e Matosinhos)”, sendo que o seu prazo de execução é de 63 dias.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!