Novum Canal

mobile

tablet

Fisioterapeuta do Aliança de Gandra ajuda atleta com crise de asma e vê cartão branco
Fotografia: Aliança de Gandra

Fisioterapeuta do Aliança de Gandra ajuda atleta com crise de asma e vê cartão branco

Partilhar por:

O fisioterapeuta do Aliança de Gandra, Rui Alexandre Vieira, viu ser-lhe exibido o cartão branco, também conhecido pelo cartão do fairplay, no último domingo, no encontro  entre o Aliança de Gandra e o Sport Clube de Freamunde, a contar para o Campeonato Distrital, na categoria de juvenis.

Tudo aconteceu quando um atleta do Sport Clube de Freamunde que se dirigia para o banco da sua equipa entrou em crise asmática e caiu em pleno recinto de jogo.

Fotografia: Aliança de Gandra

Ao Novum Canal, o fisioterapeuta realça que tanto ele como a colega fisioterapeuta do Freamunde, ao deparem-se com a situação, abeiraram-se de imediato do jovem atleta em socorro do mesmo.

“Felizmente que os dois conseguimos ajudar o jovem e minimizar a situação. Assim que percebemos que o atleta estava entrar em depressão respiratória, a minha colega do Freamunde foi buscar uma bomba de asma e eu coloquei-o numa posição para respirar melhor e ajudei-o a fazer alguns exercícios de respiração. Já com a bomba de asma o atleta fez o ciclo da bomba e ficou melhor”, disse, salientando que este foi um trabalho de equipa e enquanto profissional do Gandra e cidadão fez apenas o que lhe competia, tendo apenas como único obtido reverter a situação e zelar pelo bem-estar do jovem.

Ao Novum Canal, o fisioterapeuta do Aliança de Gandra realçou que o atleta não chegou a sair das quatro linhas, tendo continuado em jogo, ainda que sob a vigilância  dos dois bancos.

Rui Alexandre Vieira destacou que foi a primeira vez que se deparou com uma crise asmática, embora no Aliança de Gandra estas situações estejam devidamente identificadas, merecendo, também,  um acompanhamento por parte do emblema do concelho de Paredes e dos seus profissionais.

“Enquanto profissional do Aliança de Gandra procuro fazer o meu melhor, cumpre-me zelar pelo bem-estar e pela saúde de todos os intervenientes”, disse, saudando a introdução do cartão branco, enquanto recurso pedagógico que tem  como objetivos distinguir as “condutas eticamente corretas, praticadas por atletas, treinadores”, mas também pelos restantes atores e agentes do desporto.

Rui Alexandre Vieira manifestou, ainda, que para além do aspeto competitivo, o Gandra privilegia a formação dos seus atletas quer enquanto atletas, mas, também, ao nível daquilo que é a transmissão de valores.

“Acima de tudo, o Aliança de Gandra é um emblema que privilegia e fomenta os valores do fairplay, do caráter e do profissionalismo”, atalhou.

Falando do cartão branco que lhe foi exibido pelo árbitro do encontro, o fisioterapeuta reconheceu que não pensou sequer, num primeiro momento, no cartão que lhe foi admoestado pelo juiz da partida, reiterando que fez o que tinha a fazer enquanto profissional e cidadão que partilha e coloca em prática aquilo que são os valores do clube.

“A minha prioridade era intervir e ajudar o jovem atleta. Para mim foi mais um dia de trabalho. Graças a Deus que correu bem”, afiançou.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!