Novum Canal

mobile

tablet

APDSI e Piaget lançam inquérito nacional sobre o voto eletrónico
Fotografia: credito da imagem_Depositphotos.jpg

APDSI e Piaget lançam inquérito nacional sobre voto eletrónico

Partilhar por:

A Associação Portuguesa para o Desenvolvimento da Sociedade de Informação (A APDSI) está a promover, em parceria com o Instituto Piaget, um inquérito a nível nacional sobre o que pensam os portugueses relativamente ao voto eletrónico.

O Instituto Piaget esclarece, em comunicado, que o “objetivo é avaliar grau de adesão e confiança dos portugueses no sistema de voto eletrónico”, tendo o inquérito sido lançado no dia 5 de maio, realizado em formato online, estando aberto até ao próximo dia 21 de maio.

“O objetivo é avaliar da adesão e confiança dos cidadãos no voto eletrónico, de forma a disponibilizar informação útil aos vários agentes e poderes públicos com interesse no tema, seja o Governo e Assembleia da República, os partidos políticos, a Comissão Nacional de Eleições, as universidades e respetivos centros de investigação, ou entidades que desenvolvem tecnologia para o voto eletrónico”, refere o instituto em comunicado.

A possibilidade de escolher entre o voto presencial e o voto eletrónico são algumas das questões  que este inquérito aborda.

Fotografia: crédito da imagem_Depositphotos.jpg

“Se tivesse a possibilidade de escolher entre o voto presencial e o voto eletrónico, qual escolheria? Concorda com o voto eletrónico em mobilidade (por telemóvel, tablet ou computador)? Ou acha que é um risco desnecessário de correr que fragiliza a democracia? Acha que é mais fácil a fraude com votos que ficam numa urna num ginásio ou num centro de dados? Estas e outras questões são objeto do inquérito que é, na realidade, um desafio lançado aos portugueses com vista a conhecer a sua opinião sobre o tema”, avança a instituição que destaca que o “propósito dos promotores é recolher, em pouco mais de 15 dias, uma amostra tão representativa quanto possível, quer em dimensão, quer em termos de características dos respondentes, considerando a janela temporal disponível e o formato em que o inquérito foi lançado”.

Ainda de acordo com o Instituto Piaget, o “inquérito faz parte do plano de atividades da APDSI que convidou o seu associado Instituto Piaget a participar no projeto desde o início, acompanhando o seu desenvolvimento até à apresentação pública dos resultados finais. O Piaget esteve, assim, envolvido na construção e desenho do projeto, na conceção do questionário e será a entidade responsável pela análise dos dados. Trata-se de um trabalho que está a ser desenvolvido através dos docentes e investigadores que integram a unidade de investigação do Instituto Piaget que está diretamente ligado ao projeto, o LabEST – Laboratório para o Empreendedorismo, Sociedade e Tecnologia”, sustentando que a “participação no inquérito está aberta a qualquer cidadão maior de idade que o poderá fazer através do link https://pt.surveymonkey.com/r/voto_eletronico. O tempo de resposta é inferior a 5 minutos e as respostas são anónimas e confidenciais”.

Os resultados desta pesquisa serão “apresentados publicamente no próximo dia 27 de maio, num evento online promovido pela APDSI, a realizar através da plataforma zoom, a partir das 18 horas. A sessão, denominada “MeetOn ‘O Voto Eletrónico – Desafios e Oportunidades’” contará com a participação de um painel de especialistas que irão discutir as implicações do voto eletrónico. Os interessados em participar nesta sessão podem inscrever-se através do link https://pt.surveymonkey.com/r/meeton-apdsi-voto-eletronico”.

Fotografia: crédito da imagem_Depositphotos.jpg

“A eventual adesão ao voto eletrónico tem vindo a ser objeto por todo o mundo e nas suas diversas vertentes (desde logo, presencial e não presencial) de múltiplos ensaios e experiências piloto. A sua implementação visa, sobretudo, conferir maior celeridade às operações de votação e apuramento, melhorar a gestão do próprio processo com vista a atingir ganhos de eficiência, manter ou aumentar as garantias de segurança e credibilidade de todo o processo e, ao mesmo tempo, procurar combater algumas causas de abstencionismo que, no caso português, se têm vindo a acentuar em alguns atos eleitorais”, acrescenta o Instituto Piaget que recorda que “em Portugal, e até ao momento, foram desenvolvidas quatro experiências de voto eletrónico, todas elas não vinculativas. A nível internacional, a Estónia e o Brasil são dois dos casos mais conhecidos de implementação do voto eletrónico, tal como os Estados Unidos no que diz respeito às primárias republicanas”.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!