Novum Canal

mobile

tablet

Publicidade

Junta Freguesia Ermesinde associa-se ao evento Corrida para a Vida
Fotografia: Liga Portuguesa Contra o Cancro – Núcleo Regional do Norte

Junta Freguesia Ermesinde associa-se ao evento Corrida para a Vida

Partilhar por:

A Junta de Freguesia de Ermesinde associa-se à 2ª edição da Corrida para a Vida, que decorre de 16 a 30 de maio, numa iniciativa organizada pela Liga Portuguesa Contra o Cancro – Núcleo Regional do Norte @LPCCNorte, uma prova desportiva solidária a favor dos doentes oncológicos.

Este ano o evento conta com dois padrinhos muito conhecidos do público e vencedores do cancro, como símbolos de luta e esperança, a ex-atleta Aurora Cunha e o cantor Marco Paulo.

O evento será realizado numa vertente virtual e conta e tem como padrinhos a ex-atleta Aurora Cunha e o cantor Marco Paulo.

Segundo a Liga Portuguesa Contra o Cancro – Núcleo Regional do Norte, a iniciativa tem como objetivos “ incentivar a prática de atividade física e obter fundos em benefício dos doentes oncológicos” . numa iniciativa solidária que além da corrida propõe a prática de atividades como “caminhar, pedalar, nadar, remar, subir e descer escadas, exercícios de ginástica, exercícios de futebol ou outras atividades desportivas ou recreativas”.

A organização destaca em comunicado que o evento pretende “alcançar o maior número possível de quilómetros (simbolicamente) percorridos a favor da luta contra o cancro, bem como obter o maior valor possível em donativos decorrentes das inscrições, para ser aplicado em benefício dos doentes oncológicos, particularmente os mais carenciados, com apoio social e económico (cabazes alimentares, medicação, transportes, material terapêutico), apoio psico-oncológico e apoio jurídico”.

“A Liga Portuguesa Contra o Cancro é uma organização não-governamental, de solidariedade social e sem fins lucrativos. E todo o trabalho que realiza, em colaboração com voluntários e pessoal especializado, é financeiramente sustentado pela generosidade dos cidadãos e da sociedade civil em geral, não recebendo qualquer subsídio por parte do Estado”, lê-se no comunicado enviado à comunicação social que destaca que a “angariação de fundos é, assim, absolutamente fundamental para que a Instituição possa prosseguir nas diversas vertentes do seu trabalho, nomeadamente no desenvolvimento de múltiplos programas de prevenção, na prestação de vários tipos de apoio aos doentes oncológicos e na ajuda financeira à investigação em oncologia”.

A Liga realça que neste novo ano de 2021, “estão a aumentar exponencialmente os pedidos de apoio social e económico, apresentados à Liga por doentes oncológicos e seus familiares diretos, pelo que a angariação de fundos assume uma importância ainda maior. Para poder ajudar quem mais precisa, a Liga Portuguesa Contra o Cancro necessita, mais do que nunca, do apoio da sociedade civil”, afirma a instituição que acrescenta que é “neste contexto que o Núcleo Regional do Norte da Liga Portuguesa Contra o Cancro lança a 2ª edição da “Corrida para a Vida”, uma prova solidária multidisciplinar,  sendo a ideia-chave a realização de uma iniciativa em que os participantes, ainda que distanciados uns dos outros, estejam juntos e unidos na Luta Contra o Cancro, uma Causa que a todos diz respeito”.

A Liga reforça que “os fundos que forem alcançados com a realização deste evento serão aplicados em benefício dos doentes oncológicos, particularmente os mais carenciados, com apoio social e económico, apoio psico-oncológico e apoio jurídico”.

“A 2º edição culminará na manhã de 30 de maio de 2021, mas decorrerá durante um período de 15 dias a partir de 16 de maio, dentro do qual cada município, se assim o desejar, pode escolher a data em que pretende assinalar localmente a “Corrida para a Vida”, sublinha a liga que sustenta que “cada pessoa inscrita pode também escolher livremente o dia e o horário da sua participação na iniciativa”.

Tal como sucedeu na 1ª edição realizada em 2020, esta “Corrida para Vida” terá como Madrinha atleta e campeã, Aurora Cunha e o  cantor, Marco Paulo.

“Por outro lado, esta iniciativa contará ainda com o importante contributo de muitas(os) Embaixadoras(es), que ajudarão a divulgar o evento e a potenciarem a sua notoriedade e o seu êxito”, avança o comunicado que esclarece que a “meta desta 2ª edição da “Corrida para a Vida” traduz-se em dois objetivos complementares, um simbólico e outro real: por um lado, atingir o maior número possível de quilómetros, simbolicamente percorridos na luta contra o cancro e por outro lado, obter o maior valor possível em donativos decorrentes das inscrições e, sobretudo, superar em larga medida o resultado de 25.975,00 euros, alcançado na 1ª edição realizada em pleno confinamento, em maio de 2020”.

A Liga reforça que a “inscrição traduz-se num donativo, de valor à escolha de cada pessoa. E pode ser realizada online, no site oficial da “Corrida para a Vida” (www.corridaparaavida.pt), ou numa autarquia local aderente – Câmara Municipal ou Junta de Freguesia – preferencialmente a da respetiva área de residência”.

“Cada pessoa inscrita receberá um dorsal oficial do evento, enviado por e-mail pela Organização, no caso de inscrição online ou, em caso de inscrição numa Câmara Municipal ou numa Junta de Freguesia, por estas entregue no próprio ato da inscrição ou enviado por e-mail”, declara a Liga que relembra que a “escolha do local ou do percurso de realização da atividade de cada participante é da sua inteira responsabilidade, podendo ser em casa (incluindo garagem, jardim, quintal, terraço, piscina, varanda) ou fora de casa, nomeadamente em espaços públicos, se tal for permitido à data e sempre com respeito absoluto pelas recomendações da Direção-Geral da Saúde e pelas normas legais sobre a prevenção da Covid-19, que estiverem então em vigor”.

“Tendo em conta a multidisciplinaridade desta prova de solidariedade, cada participante é livre de escolher a modalidade que pretende exercitar, podendo caminhar, correr, pedalar, nadar, remar, subir e a descer escadas, realizar exercícios de ginástica, dar toques de bola ou praticar outras atividades desportivas ou recreativas, sendo permitida a utilização de passadeiras, bicicletas, elípticas, remos, bolas e outros materiais e artigos desportivos que apelem à criatividade e à originalidade e se insiram no espírito solidário da iniciativa”, garante a instiuição.

Serão atribuídos alguns prémios de originalidade aos participantes que, no juízo da Organização, tiverem realizado as atividades mais criativas.

“Por outro lado, cada participante também poderá estabelecer como objetivo pessoal percorrer o máximo de quilómetros que puder, durante a barreira horária da prova. Porém, será sempre atribuída a distância simbólica de 5 kms por cada pessoa inscrita, de modo a permitir à Organização, após o evento, comunicar o somatório dos quilómetros simbolicamente percorridos, quer em cada município quer no total da região norte”, acrescenta a nota à imprensa que assegura que “durante a atividade, os participantes poderão captar fotografias e/ou realizar vídeos, exibindo o dorsal oficial da Corrida para a Vida, podendo partilhá-los com a Organização, para posterior publicação e para a atribuição dos referidos prémios”.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!