Novum Canal

mobile

tablet

Governo dos Açores cria medidas excecionais de apoio às empresas da ilha de São Miguel
Fotografia: Governo Regional dos Açores

Governo dos Açores cria medidas excecionais de apoio às empresas da ilha de São Miguel

Partilhar por:

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) destaca que o Governo dos Açores vai criar medidas excecionais de apoio às empresas da ilha de São Miguel

 A associação avança, em comunicado, que “na sequência das reuniões de trabalho do Governo Regional dos Açores onde também participou a AHRESP, o Governo aprovou três novas medidas para apoiar a liquidez das empresas e a manutenção dos postos de trabalho, na sequência da  determinação de medidas de contenção da pandemia, que levaram ao encerramento de todos os estabelecimentos de restauração, bebidas e similares na ilha de São Miguel”.

Neste contexto, a AHRESP destaca que o executivo regional vai proceder “à majoração do Programa APOIAR.PT Açores, através de uma bonificação do apoio a conceder às empresas afetadas pelas medidas de saúde pública e à antecipação do pagamento das segundas tranches do APOIAR.PT Açores, eliminando o atual prazo mínimo de 60 dias, permitindo, deste modo, injetar imediatamente liquidez nas empresas já com processos aprovados sem a necessidade de novas candidaturas ou outros procedimentos”.

O Governo regional aprovou, também, a “majoração do Apoio Imediato à Liquidez, atribuindo mais 15% ao apoio inicial de 75% sobre o montante total recebido pelas empresas de São Miguel beneficiárias das medidas de Antecipação de Liquidez e do Complemento Regional ao Lay-off Simplificado. Esta majoração, que atinge os 90%, é cumulativa com mais 10% dos referidos apoios, caso seja mantido o nível de emprego até 30 de junho, o que significa que o apoio total a atribuir às empresas da ilha de São Miguel pode chegar aos 100%”.

Governo dos Açores cria medidas excecionais de apoio às empresas da ilha de São Miguel
Fotografia: Governo Regional dos Açores

A associação reforça, ainda, que delegação da AHRESP dos Açores reuniu com grupo parlamentar do PSD.

“A delegação da AHRESP dos Açores, em reunião com o grupo parlamentar do PSD, apresentou um conjunto de propostas destinadas a combater os efeitos adversos da pandemia Covid-19 nas empresas de alojamento turístico, restauração e similares da região”, afirma, salientando que, neste âmbito, sugeriu a “alteração da condição de candidatura às medidas de apoio que consideram apenas o CAE principal das empresas, propondo que passe a ser considerado o CAE que sofreu a maior quebra e a criação de uma linha de crédito bancário para apoiar a retoma económica, para que as empresas possam suportar todos os custos envolvidos no arranque da atividade. Deverão ser considerados também os custos que ficaram de fora dos apoios disponibilizados. Esta linha de crédito deverá ter juros bonificados e contar com a garantia do Governo Regional dos Açores a 10 anos, com 3 anos de carência”.

A AHRESP avisa que, nesse encontro, defendeu, também, a “antecipação do pagamento do apoio às rendas, remetendo para o encerramento da candidatura a apresentação de documentos”.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!