Novum Canal

mobile

tablet

Publicidade

Rede drenagem de águas residuais na Sobreira e em Recarei vai avançar nas zonas com mais densidade populacional

Partilhar por:

O presidente da Câmara de Paredes, Alexandre Almeida, anunciou, na última reunião de câmara, que criação da rede drenagem águas residuais em Sobreira e em Recarei vai avançar nas zonas com mais densidade populacional, resolvendo, assim, um problema de salubridade e saúde público que era há muito reclamado.

Refira-se que este assunto é um dos temas que integra a ordem de trabalhos da Assembleia Municipal que se realiza, esta sexta-feira, no Centro Escolar da Sobreira, na mesma freguesia.

O chefe do executivo avançou que a criação desta rede foi alvo de uma candidatura ao POSEUR-Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos e só foi possível, na sequência o resgate da água e saneamento iniciado pelo executivo municipal e aprovado em sede de assembleia municipal.

“As duas candidaturas que apresentamos ao POSEUR ainda em dezembro para iniciar a redes de águas residuais, o saneamento, na freguesia de Recarei e Sobreira que não têm saneamento em lado  nenhum, só foi possível uma vez que avançamos com o resgaste e este foi declarado em dezembro em assembleia municipal”, disse, salientando que a freguesia da Sobreira já tinha uma Etar colocada  lá, há mais de cinco anos, mas estava parada porque não havia redes fazer as águas chegarem a essa etar, apesar da Ambisousa ter colocado lá uma etar.

Alexandre Almeira recordou que o investimento a realizar na Sobreira é 1 milhão 497 635 euros e vai permitir que nas zonas que têm alguns prédios, onde existe maior densidade populacional, seja possível avançar já com o saneamento depois da assembleia municipal que se realiza esta sexta-feira.

O responsável pelo executivo manifestou que estes valores  vão estar  já incluídos  no orçamento municipal e no início de maio a expectativa é que seja possível abrir estes dois concursos públicos para que ainda este ano se iniciem estes investimentos públicos.

O autarca recordou que na freguesia da Sobreira o saneamento irá abranger  600 fogos, relembrando que uma das condicionantes da candidatura era que abrangesse esses 600 fogos.

Em Recarei, o investimento, precisou o presidente da autarquia, é de “1 milhão 483 079, 97 euros”, obra que irá permitir que mais de 600 fogos passem a ter acesso ao saneamento.

O chefe do executivo relembrou que a obra começará na zona de Terronhas até ao centro de Recarei  e também na parte de cima do campo de futebol até à parte de baixo na etar  que lá terá.  

“O financiamento a fundos comunitários que teremos numa fase inicial é de 898 mil 581 euro numa das candidaturas e 808 148, 66 numa outra havendo a possibilidade deste valor  ser incrementado através da apresentação de um  estudo de viabilidade que teremos de apresentar, enquanto estiverem a decorrer as empreitadas. Foi para isto que avançamos com  resgate para termos a possibilidade de avançar com aquilo que a concessionário já devia ter feito há muito e que não fez”, avançou, esclarecendo que a SimDouro, responsável pela construção, gestão e concessão do sistema multimunicipal de saneamento do Grande Porto teve  que se comprometer a avançar com os investimentos que lhe competem de forma a quando a rede em baixa, obra das competência do município, estiver concluída também esteja feita a etar para receber os efluentes.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!