Novum Canal

mobile

tablet

Publicidade

Assinado Compromisso Social do Porto. Documento reforça aposta na empregabilidade, aquisição de competências e inclusão
Fotografia: CCDR-N

“Desemprego em queda no Norte à entrada de 2021”, segundo CCDR-N

Partilhar por:

O relatório “Norte Conjuntura”, de periodicidade trimestral da Comissão de Coordenação  e Desenvolvimento Regional Norte (CCDR-N), destaca que  o desemprego iniciou em queda no Norte, à entrada de 2021.

“A taxa de desemprego do Norte diminuiu de 7,9 por cento para 7,0 por cento entre o terceiro e quarto trimestres de 2020, situando-se num valor inferior ao nacional (7,1 por cento). Esta redução ocorreu num quadro de elevada proteção do emprego, com cerca de 328 mil trabalhadores do Norte em lay-off durante o 4.º trimestre de 2020. Na ausência destas medidas de apoio, e devido ao impacto da pandemia de COVID-19, a taxa de desemprego da Região seria de 25,0 por cento”, refere o relatório, documento que “reúne e analisa a informação disponível mais relevante com vista à identificação precoce das tendências que marcam a evolução económica, a curto prazo, da Região Norte no contexto nacional”.

De acordo com o mesmo relatório, “pese embora o prolongamento das medidas de apoio em 2021, o novo estado de emergência provocou um agravamento da situação económica, com o número de desempregados registados do Norte a aumentar em cerca de 9.600 indivíduos (+6,4 por cento) em fevereiro de 2021 face ao último mês de 2020”.

O documento que foi enviado pelo gabinete de comunicação da CCDR-N à comunicação social  refere que o emprego jovem e contratos a prazo registaram forte queda no quarto trimestre de 2020.

 “Os efeitos da situação que o país atravessa fizeram-se sentir no emprego da população jovem da Região (dos 15 aos 24 anos), que observou uma redução significativa de 15,4 por cento no 4º trimestre de 2020 face ao período homólogo de 2019. Em contrapartida, o emprego na população mais adulta (45 aos 64 anos) teve um aumento de 4,3 por cento”.

Governo aprova Lei das Comunicações Eletrónicas
Fotografia: CCDR-N

O relatório aponta, ainda, que  “ao mesmo tempo, perante menores obstáculos legais ao despedimento, o emprego na população do Norte com contratos a prazo reduziu-se, acentuadamente, em 19,1 por cento, em evidente contraste com um aumento de 4,2 por cento no emprego com contratos a tempo indeterminado”.

“Os indicadores do Norte Conjuntura salientam, ainda, o aumento do emprego nos indivíduos com o ensino superior no Norte, que registou uma subida de mais de 60 mil postos de trabalho no 4.º trimestre de 2020 face ao período homólogo do ano transato, o maior crescimento de sempre num período de um ano”, lê-se na nota à comunicação social que que sustenta que “em sentido contrário, o emprego nos trabalhadores com um nível de escolaridade inferior ao do ensino superior baixou em cerca de 32 mil. Esta dicotomia deriva, em parte, da transformação digital em curso na Região”.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!