Novum Canal

mobile

tablet

Publicidade

Sport Clube Nun’Álvares passa a dispor de Desfribilhador Automático Externo

Reportagem: Sport Clube Nun’Álvares passa a dispor de Desfribilhador Automático Externo

Partilhar por:

O Sport Clube Nun’Álvares passou a integrar nas suas instalações, a partir desta quinta-feira, de DAE, Desfribilhador Automático Externo, aparelho que foi oferecido pela Junta de Freguesia de Recarei e cuja inauguração simbólica foi, hoje, assinalada, numa cerimónia que contou com a presença do presidente do clube, Ricardo Costa, do vereador responsável pelo desporto, Paulo Silva, da Cruz Vermelha de Sobreira, do Agrupamento de Escolas Recarei e da Junta de Freguesia.

Ricardo Costa realçou a importância do clube estar dotado com este equipamento, salientando que a instalação do equipamento foi um desiderato assumido desde logo aquando da tomada de posse da nova direção.

O dirigente assumiu que esperar que o equipamento não seja utilizado, mas havendo necessidade de o utilizar estará disponível não apenas para o clube, mas também para Agrupamento de Escolas Recarei, que usa também as instalações, com o principal objetivo de garantir a segurança dos atletas, dos alunos do Agrupamento de Escolas Recarei, mas também da comunidade.

“Esperemos que não seja  nunca necessário usufruir do equipamento, mas havendo necessidade disso, ele está disponível, foi ministrada formação a várias pessoas com o objetivo de saberem operar com o equipamento, num processo que contou com o apoio da Cruz Vermelha da Sobreira, parceiro do Sport Clube Nun’Álvares ”, disse, sustentando que os mais recentes casos envolvendo atletas, nomeadamente o Alfredo Quintana, ex-guarda-redes do FC do Porto e da seleção nacional, fez adensar a necessidade da instituição ter este dispositivo.

O responsável pelo Sport Clube Nun’Álvares enalteceu a articulação e a conjugação de esforços que foi possível implementar neste processo, nomeadamente a Junta de Freguesia, que ofereceu o equipamento, e desde o início se manifestou interessada em colaborar, mas também do Agrupamento de Escolas de Recarei, que usa também o espaço, assim como a Cruz Vermelha da Sobreira.

“Esta é a prova efetiva de que existindo conjugação de esforços e de sinergias tudo se consegue”, disse, frisando que foi, também, ministrado um processo formativo a várias pessoas com o objetivo de saberem usar o equipamento.

“Foi privilegiada a formação pela Cruz Vermelha da Sobreira e pelo INEM de pessoas ligadas ao Sport Clube Nun’Álvares, mas também ao centro escolar”, atalhou, reiterando que numa altura em que infelizmente as notícias de paragens cardiorrespiratórias no desporto tem sido mais habituais, o clube passa a integrar este aparelho.

“Trata-se de um equipamento determinante na medida em que temos mais de 300 alunos a usarem o espaço uma equipa de futsal, equipas de veteranos”, manifestou.

“Trata-se de um aparelho importante para a comunidade e que faz toda a diferença na altura em que é preciso salvar vidas”

Alberta Rodrigues, delegada especial da delegação da Sobreira da Cruz Vermelha e coordenadora local de emergência  relevou, a importância dos clubes integrarem nas suas instalações este tipo de equipamentos, admitindo que este é um bom exemplo e que deveria ser replicado por outros clubes e instituições.

“Já existia uma parceria entre a Cruz Vermelha da Sobreira na área da psicologia e da formação  e com este dispositivo estreitamos a nossa parceria. Trata-se de um aparelho importante para a comunidade e que faz toda a diferença na altura em que é preciso salvar vidas. A utilização deste aparelho o mais precocemente possível numa paragem cardiorrespiratória faz toda a diferença a nível percentual para salvar a vida de uma pessoa que entre em paragem cardiorrespiratória”.

A delegada especial sublinhou que existiu previamente um processo de formação, um processo burocrático, tendo sido ministrada uma formação específica, com o objetivo de formar operacionais de DAE.

“A pessoa entrando em paragem cardiorrespiratória vão ser essas pessoas que vão usar o aparelho que, como disse, pode fazer a diferença”, disse, afirmando que a formação inicial foi de sete horas, estando prevista uma formação contínua e de aprendizagem no sentido de articular formas de concertação, mas também informação, caso surja algum problema e seja eventualmente necessário intervir.

Alberta Rodrigues confirmou, ainda, que a instalação deste equipamento nas instalações do Sport Clube Nun’Álvares é um bom exemplo e comprova a máxima de que “juntos somos mais fortes”.

A delegada especial concordou com a necessidade deste tipo de aparelhos serem disseminados por este tipo de instituições, frisando que era, igualmente, vital que ao nível das escolas existisse uma formação ao nível do suporte básico de vida, extensiva à comunidade.

“Aliás, deveria ser incutido nas próprias escolas e toda a gente saber fazer o básico, que é o suporte básico de vida. Por outro lado, os aparelhos deveriam ser também  instalados em escolas, nos equipamentos desportivos”, avançou,  advertindo que há cada vez mais jovens a serem vítimas de paragens cardiorrespiratórias.

“Existe um pouco a ideia de que este tipo de situações só acontecia em pessoas mais velhas, mas há cada vez mais pessoas jovens a passarem  por estas situações”, atalhou.

Paulo Silva enalteceu a articulação entre os vários atores da comunidade de Recarei que permitiu que fosse possível instalar este equipamento nas instalações do Sport Clube Nun’Álvares.

“O pavilhão no período letivo é usado pelos alunos até às 17h30 e depois desse horário é usado pelo clube para as suas atividades e é louvável esta atitude do Sport Clube Nun’Álvares de inserir o agrupamento no processo de formação para também saberem utilizar o DAE  Desfribilhador Automático Externo, em caso de necessidade. Houve depois vários apoios da Junta de Freguesia, mas também por parte da câmara municipal”, expressou, relembrando que além do Sport Clube Nun’Álvares, o município apoiou já o Rebordosa Atlético Clube, Aliados FC Lordelo e também o Gandra, existindo outro clubes que querem passar a integrar nas suas instalações um equipamento deste género, assim como próprio Pavilhão Rota do Móveis, onde já existe um equipamento destes.

“Estamos a tentar paulatinamente equipar as equipas, os nossos  espaços, com este aparelho, que é um equipamento útil, mas esperamos que não venha a ser necessário”, asseverou, enaltecendo também todo o processo de formação que presidiu a este processo e recordando que além da vertente educativa e desportiva, o espaço onde se encontra o DAE, Desfribilhador Automático Externo, também recebe eventos sociais e de cariz cultural.

O presidente da Junta de Freguesia de Recarei, Belmiro Sousa, exaltou, igualmente, a articulação de esforços que permitiu adquirir o aparelho, relevando o papel das instituições na freguesa, tendo relembrado a disponibilidade da freguesia em cooperar e trabalhar para o bem comum.


Partilhar por:

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!