Novum Canal

mobile

tablet

Publicidade

Segundo fase do plano de desconfinamento entra em vigor a partir de 5 abril
Fotografia: Câmara de Gondomar

Esplanadas no espaço público até ao final do ano em Gondomar

Partilhar por:

A Câmara de Gondomar  permitiu, a título excecional, até ao final do ano de 2021, a instalação de esplanadas para estabelecimentos de restauração em passeios e espaços públicos, incluindo a ocupação de lugares de estacionamento, com isenção das respetivas taxas.

A autarquia esclarece, na sua publicação oficial, que “foi definido um conjunto de regras para a ocupação do espaço público”, recordando que as “esplanadas apenas poderão conter mesas, cadeiras, guarda sóis e guarda-ventos na área delimitada para o efeito, não podendo ocupar a restante área da via pública”, a “eventual colocação de publicidade, além da inscrita no próprio mobiliário, terá de seguir os procedimentos de licenciamento legalmente estabelecidos”.

O município esclarece que “os proprietários, concessionários ou exploradores responsabilidade da limpeza do espaço público na parte ocupada e da faixa contígua de três metros”, sublinhando que É “obrigatório deixar um corredor livre para circulação de peões, sem qualquer obstáculo, com um mínimo de 1,20 metros, e que esteja facilmente identificável, assim como deve ser garantida a acessibilidade à propriedade privada, passadeiras, paragens de autocarro e a zonas de acesso condicionado”..

A câmara municipal recorda que em “praças e passeios largos, a distância do ponto mais próximo da esplanada à entrada do estabelecimento deve ser, em regra, igual ou inferior a 15 metros (caso a distância seja superior à referida, deve, o requerente justificar e indicar o percurso desde o estabelecimento atá à esplanada)”, sustentando que “os lugares de estacionamento a ocupar serão, em regra, 2 por esplanada, podendo ser admitida a ocupação de mais lugares, se no local não for ultrapassado o limite de 50% da oferta de estacionamento existente e desde que os lugares não estejam atribuídos a outro uso”.

Esplanadas no espaço público até ao final do ano em Gondomar
Fotografia: Câmara de Gondomar

“Caso a instalação se localize em espaço privado, deve o proprietário ou locatário acautelar que, da ocupação requerida, não resultam graves prejuízos para a circulação rodoviária, segurança e estética da paisagem”, esclarece a publicação, realçando que  “não é admitido o “fecho” das esplanadas, isto é, não é admitida a colocação de coberturas e elementos verticais, à exceção de guarda-ventos ou guarda-corpos”

O executivo municipal relembra que “para a atribuição de licença para a ocupação do espaço público, existem dois procedimentos distintos: para os estabelecimentos que para as suas esplanadas autorizadas em 2020, será emitida nova licença, a título oficioso, desde que a ocupação mantenha as condições em que foi autorizada; já os estabelecimentos que não obtiveram licença em 2020 e que efetuam agora, pela primeira vez, tal pedido, devem submeter o pedido para geral@cm-gondomar.pt”.

O pedido de ser acompanhado da “identificação completa do estabelecimento e seu representante e respetivos contactos; Certidão do registo comercial ou código de acesso à certidão permanente, caso se trate de pessoa coletiva; local, área de ocupação e períodos pretendidos; duas fotos do local de ângulos diferentes; planta de localização; desenho simples do que se pretende implantar; autorização dos vizinhos (quando se justificar)”, declara o município.

O executivo manifesta, na mesma publicação, que tem como propósitos proceder “a um processo de licenciamento rápido e simplificado, dando resposta no prazo de 48 horas, aos pedidos recebidos. Por isso, assim que emitido, o licenciamento será válido (com a respetiva isenção), até ao final do ano”.


Partilhar por:

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!