Novum Canal

mobile

tablet

Publicidade

Ministra da Saúde assegura que objetivos de vacinação no primeiro trimestre serão atingidos

Ministra da Saúde assegura que objetivos de vacinação do primeiro trimestre serão atingidos

Partilhar por:

A Ministra da Saúda, Marta Temido, disse, esta terça-feira, na sequência do encontro que manteve com os peritos e especialistas do Infarmed, que os objetivos de vacinação no primeiro trimestre vão ser atingidos e está a acompanhar evolução da Covid-19.

A governante garantiu que o Governo continua a acompanhar aquilo que é a evolução da doença, realçando que os portugueses têm que continuar a cumprir com as regras e diretrizes que foram estabelecidas pelas autoridades de saúde.

“Temos que manter o risco efetivo de transmissão e os níveis de incidência em níveis controlados. Se isso não acontecer corremos o risco de  não andar para a frente ou se estivermos numa fase mais complexa da pandemia de ter que voltar para trás. Esperamos mantermos em níveis de transmissão, incidência e dos outros indicadores que permitam continuar a progredir. Temos de estar atentos e isso envolve todos”, avançou.

Falando do processo de vacinação, Marta Temido admitiu existir uma redução significativa naquilo que foi a entrega de vacinas, mais concretamente de uma companhia.

“Tivemos uma redução significativa naquilo que foi a entrega de vacinas concretamente de uma companhia, mas os resultados do primeiro trimestre estão em linha com aquilo que ambicionávamos, ou seja, garantir que pelo menos  80% de pessoas com mais de 80 anos têm pelo menos uma inoculação feita e esperamos que no final desta semana mais de 80% tenham essa inoculação feita”, acrescentou, salientando que o outro indicador, a  vacinação de pelo menos 80% dos profissionais de saúde e dos profissionais associados a funções sociais também está em condições de ser garantida.

Açores: Recuperados 15 doentes com Covid-19 nas últimas 24 horas
Fotografia: USISM – Unidade de Saúde da Ilha de São Miguel

“Naturalmente se tivéssemos tido acesso a mais vacinas teríamos possibilidades de vacinar mais pessoas. Temos de fazer todos os esforços para que a capacidade industrial acompanhe aquilo que foi a resposta da ciência, continuando a garantir que o plano da vacinação português é aplicado no menor tempo possível”, atalhou.  

Quanto à confiança das pessoas no processo de vacinação, Marta Temido esclareceu que as vacinas uma vez introduzidas no espaço europeu passam pela avaliação da Agência Europeia do Medicamento que recordou ter décadas de um trabalho confiável e transparente.

“ Portanto, seguimos as recomendações da Agência Europeia do Medicamento e as vacinas que temos para administrar aos cidadãos europeus são seguras, têm como qualquer medicamento um contexto de indicações e de restrições e os países têm de as seguir”, expressou.  


Partilhar por:

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!