Novum Canal

mobile

tablet

Publicidade

Fenprof avança que irá acompanhar primeira fase do regresso ao ensino presencial
Fotografia: FENPROF

Fenprof avança que irá acompanhar primeira fase do regresso ao ensino presencial

Partilhar por:

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) afirma que irá acompanhar a primeira fase do regresso ao ensino presencial, agendado para dia 15, próxima segunda-feira.

Em comunicado, que se encontra publicado no site da estrutura sindical, o secretariado nacional avança que irá acompanhar as escolas e jardins de infância, na primeira fase do regresso ao ensino presencial.

“A partir de segunda-feira, 15 de março, os estabelecimentos de educação pré-escolar e as escolas do 1.º ciclo reabrem, dando início a um processo faseado de regresso ao ensino presencial. Admitindo que o calendário respeita a opinião dos peritos e especialistas em saúde pública, as questões que se colocam são, principalmente, de prevenção e segurança sanitária, uma vez que estamos longe de nos vermos livres da grave situação epidemiológica que afeta o país, como confirma o que se passa em outros países, onde parece estar a iniciar-se uma nova vaga de Covid-19”, refere o secretariado nacional.

Fotografia: FENPROF

A estrutura sindical declara que é determinante que “as escolas não voltem a encerrar e que o ensino presencial não seja, mais uma vez, substituído por soluções de emergência que prejudicam aprendizagens”.

“Para a FENPROF, é fundamental que as escolas não voltem a encerrar e que o ensino presencial não seja, mais uma vez, substituído por soluções de emergência que prejudicam aprendizagens, cavam desigualdades e arrastam consigo problemas acrescidos. Mas, para isso, é necessário reforçar medidas que no primeiro período foram insuficientes para evitar que a Covid-19 tivesse entrado em 2832 estabelecimentos públicos de Educação Pré-Escolar e dos Ensinos Básico e Secundário”, sustenta a federação que chama a atenção para a necessidade de acautelar os aspetos pedagógicos.

“Aspetos que também não são de menor importância, pelo contrário, são prioritários num tempo em que os alunos têm sido tão prejudicados nas suas aprendizagens, são os aspetos pedagógicos: os apoios reforçados, que implicam um reforço do número de professores nas escolas, ou a avaliação dos alunos num ano em que as quebras de equidade foram ainda mais profundas”, lê-se na publicação.

Além d Porto, a Fenprof estará em várias escolas do país, nomeadamente, Coimbra, Lisboa, Évora e Faro a acompanhar o reinício das aulas para o pré-escolar e as escolas do 1.º ciclo.


Partilhar por:

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!