Novum Canal

mobile

tablet

Publicidade

Governo apresenta medidas para segunda fase de desconfinamento
Fotografia: AHRESP

AHRESP defende que apoios têm de chegar às empresas

Partilhar por:

Fotografia: AHRESP

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) defende que apoios têm de chegar às empresas, sendo urgente a sua disponibilização.

A “AHRESP lembra que novos apoios têm de chegar às empresas para que seja possível a sua sobrevivência. Recorde-se que o Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital anunciou publicamente, há mais de uma semana, o reforço dos apoios às empresas durante o mês de março, indo ao encontro das propostas que a AHRESP tem vindo a sinalizar ao longo dos últimos meses. É o caso do reforço do APOIAR, o prolongamento dos períodos de carência das Linhas de apoio à economia Covid-19 ou a compensação prometida às empresas pelo aumento de 30 euros no salário mínimo nacional para 665 euros. Infelizmente nenhuma dessas medidas se encontra disponível, sendo urgente a sua disponibilização”, refere a associação.

Fotografia: AHRESP

A AHRESP considera, por outro lado, injustificada proibição de venda de bebidas.

“A AHRESP reitera a necessidade de ser revogada a proibição da venda de bebidas em take-away, uma vez que o objetivo é prevenir o consumo de produtos à porta do estabelecimento ou nas suas imediações, o que já é proibido, e não a venda, que apenas vai prejudicar a já difícil situação das nossas empresas. Não se entende a proibição dos estabelecimentos de restauração e bebidas venderem qualquer tipo de bebida no âmbito do take-away, incluindo o café, o que é absolutamente incompreensível. A venda de bebidas não representa qualquer risco acrescido”, refere a instituição.


Partilhar por:

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!