Novum Canal

mobile

tablet

“Reabilitação da Ponte Centenária de Pedorido é um anseio antigo da comunidade”, diz Gonçalo Rocha.

Partilhar por:

Fotografia: Câmara de Castelo de Paiva

O  presidente da Câmara de Castelo de Paiva, Gonçalo Rocha, destacou que a reabilitação da Ponte Centenária de Pedorido, cujo contrato contrato de financiamento Europeu foi hoje assinado, “é um anseio antigo da comunidade”.

Citado em comunicado, o chefe do executivo realçou “a importância do gesto” do presidente da CCDR-N, António Cunha, ao querer dar resposta positiva a um “ anseio antigo da comunidade ”, que corresponde à restituição da beleza arquitetónica desta travessia centenária do Couto Mineiro do Pejão.

O responsável pelo executivo não esqueceu o 20.º aniversário da queda da Ponte Hintze Ribeiro, relembrou os que pereceram com a queda da ponte”, recordando que a reabilitação da ponte centenária “assinala a recuperação de um edificado muito importante para a memoria do concelho, outrora com grande expressão na exploração carbonífera que, “sem este financiamento seria impossível”.                                                                                                                                

O autarca afirmou ainda, que “o concelho vive, neste momento, um forte investimento na ordem dos 8 milhões de Euros”, em fundos europeus do NORTE 2020, o que considera ser “o momento mais alto de investimento vivido pelo município, traduzindo-se em várias obras que estão no terreno, recordando o projeto da 2ª fase da Zona de Lazer do Choupal, e a requalificação da EB 2.3 de Sobrado, e EB 1 de Oliveira do Arda, na Raiva,

Na sua intervenção, o edil paivense recordou, ainda, a necessidade urgente do investimento nas acessibilidades há muito prometidas e desejadas, pelo que se congratulou que, finalmente esteja garantido o financiamento para assegurar a conclusão da Variante à EN 222 desde a ZI de Lavagueiras ao nó da A32 em Canedo, bem coomo o IC 35 desde Entre-os-Rios até à A4 em Penafiel, no âmbito do programa europeu denominado Plano de Recuperação e Resiliência

 O presidente Gonçalo Rocha mostrou-se, ainda, satisfeito por ter “sido honrado o compromisso, num trabalho nem sempre fácil, num tempo de constrangimentos financeiros e exigências administrativas, permitindo que esta ponte seja beneficiada e mais tarde aberta à comunidade para uma utilização pedonal ou ciclovia”.

Fotografia; Castelo de Paiva

Já o presidente da CCDR-N, António Cunha, destacou “o simbolismo de pontes, que ligam o passado e o futuro” desta data, sendo que o presidente da CCDR-N considerou que a queda da Ponte Hintze Ribeiro representou “um momento dramático para esta população, mas também para a região e todo o país”, que a instituição e o município Paivense optaram por assinalar através do “encontro com a história da vida e do trabalho do concelho, e com o futuro desta comunidade”.

“O responsável pela gestão do programa NORTE 2020 enfatizou ainda o empenho da autarquia paivense na aplicação de fundos comunitários na reabilitação desta Ponte Centenária, de forma a “ dar uma nova vida a uma estrutura de grande interesse local com 128 anos de história ”, refere o município que avança que o “contrato de Empreitada com a Atlantinível – Construção Civil, Ldª para a obra de Reforço e Remodelação Estrutural da Ponte Centenária de Pedorido, sobre o Rio Arda, é uma empreitada cujo valor se situa nos 492 579,41 euros, que vai contribuir para potenciar, ainda mais, a dinâmica turística desta zona ribeirinha do concelho”.

Os trabalhos de beneficiação da travessia têm um prazo de execução de 365 dias.

“A reabilitação da velha ponte sobre o Rio Arda era um anseio antigo da população do Couto Mineiro do Pejão, e depois de concretizada a retirada das condutas do abastecimento de água e a sua transferência para a ponte nova  na Variante à EN 222, foi possível agora avançar com um projeto para reabilitar e melhorar aquela travessia”, avança a câmara que acrescenta que a “requalificação desta estrutura, motivou uma grande luta e empenhamento da CM de Castelo de Paiva neste processo, sempre na perspetiva de que esta região ribeirinha do Couto Mineiro merecia esta intervenção rodoviária, garantindo que,  esta zona do concelho vai ficar agora, muito mais atrativa e valorizada”.

A cerimónia contou com as presenças do vice-presidente da CCRDN,  Beraldino Pinto, do presidente da Assembleia Municipal de Castelo de Paiva, Gouveia Coelho, dos vereadores paivenses António Rodrigues e José Manuel Carvalho, bem como o presidente da União de Freguesia de Raiva, Pedorido e Paraíso, Joaquim Martins, entre outras entidades.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!