Novum Canal

mobile

tablet

CCDR-N aprova financiamento europeu para a reabilitação de ponte centenária em Castelo de Paiva

Partilhar por:

Fotografia: Câmara de Castelo de Paiva

O presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional Norte (CCDR-N), António Cunha, assinou, esta quinta-feira, o contrato de financiamento comunitário das obras de reabilitação da ponte centenária de Pedorido, em Castelo de Paiva, em cerimónia que decorreu na Junta de Freguesia de Pedorido e contou com o presidente da Câmara de Castelo de Paiva, Gonçalo Rocha.

Segundo a CCDR-N, a obra permitirá “recuperar integralmente aquele património local, de grande significado histórico e afetivo, e devolvê-lo à comunidade sob a forma de uma ponte para travessia exclusivamente pedonal. Com 128 anos, a ponte encontra-se encerrada devido ao mau estado de conservação e aos riscos de queda”.

A CCDR-N avança que “o financiamento comunitário é assegurado pelo NORTE 2020 (Programa Operacional Regional do Norte), gerido pela CCDR-N, e garante um apoio de 444 mil euros a um investimento municipal que ascende a meio milhão de euros”.

Citado em comunicado, o presidente da CCDR-N, António Cunha, realçou que “este ato reveste-se de especial simbolismo, quando se cumprem 20 anos sobre a tragédia da queda da ponte Hintze Ribeiro. É um ato de justiça para com um património histórico local de memória relevante, mas é também uma homenagem solidária à comunidade de Castelo de Paiva”.

Fotografia: Câmara de Castelo de Paiva

A CCDR-N declarou que a “ponte velha de Pedorido é um exemplar típico da engenharia civil portuguesa dos finais do Séc. XlX. A alvenaria de pedra de aparelho regular, herdeira da construção histórica e tradicional, é utilizada nos pilares estruturais da ponte, articulando-se com uma estrutura metálica representativa dos modernos sistemas emergentes da Revolução Industrial”.

“O estudo de viabilidade do projeto de reabilitação desta travessia passou por rigorosas etapas, incluindo a observação subaquática das fundações dos pilares, a inspeção do tabuleiro, pilares e encontros e a realização de uma campanha de ensaios do material extraído da ponte, designadamente da alvenaria de pedra e de chapas metálicas”, refere o comunicado que nos foi enviado.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!