Novum Canal

mobile

tablet

Publicidade

Persistem no país 680 surtos ativos de Covid-19 (menos 166 do que há duas semanas)

Partilhar por:

Fotografia: DGS

A Estrutura de Monitorização do Estado de Emergência referiu, esta segunda-feira, que persistem no país 680 surtos ativos de Covid-19 (menos 166 do que há duas semanas).

A reunião da Estrutura de Monitorização do Estado de Emergência que decorreu sob a coordenação do Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, serviu, também, para fazer um balanço da implementação das medidas em vigor no âmbito do combate à pandemia Covid-19.

Segundo o gabinete do Ministro da Administração Interna, “o alargamento do programa de vacinação traduz-se já numa taxa de 44% na GNR (correspondendo a 8.930 militares e pessoal civil do Serviço de Saúde) e de 46% na PSP (8.463 polícias)”.

No que respeita aos bombeiros, “já foram vacinados os 15.000 bombeiros indicados inicialmente como prioritários”, refere a nota de imprensa que destaca que “no total, já foram ministradas cerca de 860.000 vacinas – havendo 560 mil pessoas com uma dose e 300 mil já com duas doses, abrangendo cerca de 35% dos idosos com mais de 80 anos e 87% dos cidadãos entre os 50 e os 65 anos com comorbilidades”.

O mesmo gabinete revela que na reunião, desta segunda-feira,  esteve, também, a testagem nas escolas, avançando que foram já realizados cerca de “47 mil testes nos mais de 700 estabelecimentos de ensino de acolhimento que permaneceram abertos”.

Fotografia: DGS

A mesma fonte declara que esta “estrutura faz o acompanhamento e produz informação regular sobre as medidas em vigor no território do continente e no âmbito da pandemia, tendo reunido hoje pela 23.ª vez desde março de 2020”.

Na reunião, por videoconferência, participaram os “secretários de Estado das várias áreas governativas e de coordenação regional, para além dos responsáveis das Forças e Serviços de Segurança (GNR, PSP, SEF e ASAE), da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) e das Forças Armadas”.

“A reunião assinala sensivelmente um ano da identificação do primeiro caso positivo de COVID-19 em Portugal, registado a 2 de março de 2020, bem como da ativação da resposta operacional ao novo coronavírus com a realização a 28 de fevereiro de 2020 de uma reunião estratégica que juntou o Ministro da Administração Interna, a Ministra da Saúde, a Secretária de Estado da Administração Interna e o Presidente da ANEPC”, acrescenta a nota de imprensa que afiança ainda que: “um dia depois da identificação do primeiro caso em território português, foi convocada pelo Ministro da Administração Interna uma reunião extraordinária da Comissão Nacional de Proteção Civil (CNPC), onde foi determinada a criação de uma Subcomissão permanente para acompanhamento da pandemia – a qual reunirá novamente esta semana, pela 97.ª vez no último ano”.


Partilhar por:

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!