Novum Canal

mobile

tablet

Publicidade

AHRESP defende apoios para todas as empresas

Partilhar por:

Fotografia: AHRESP

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) defende que os apoios concedidos pelo Governo no âmbito da pandemia Covid-19 devem ser aplicados a todas as empresas, independentemente da respetiva dimensão.

“Para esse efeito, e como já tem vindo a ser aplicado em alguns mecanismos, devem também ser definidas dotações específicas para que as grandes empresas ou grupos de empresas possam igualmente aceder aos apoios disponíveis”, refere.

A associação defende, também, a  exclusão dos anos de 2020 e 2021 do cálculo do plafond de minimis (ajudas de reduzido valor atribuídas a uma empresa).

Fotografia: AHRESP

“Face à situação excecional da crise pandémica provocada pela Covid-19, e aos apoios disponibilizados às empresas, a AHRESP defende que os auxílios concedidos em 2020 e 2021 não sejam contabilizados no cálculo do consumo de minimis das empresas. Os auxílios de minimis são ajudas de reduzido valor concedidas a uma empresa, que atualmente considera o somatório de todos os apoios sujeitos a auxílios de minimis recebidos pelo beneficiário nos últimos três anos. O montante total dos incentivos concedidos a uma empresa única não pode exceder o montante de 200 mil euros, durante um período de 3 anos. Considerando que desde o início da pandemia Covid-19 as empresas tiveram de recorrer a múltiplos mecanismos de apoio estatal para assegurar a sobrevivência dos seus negócios e postos de trabalho, os mesmos não devem ser considerados para o consumo de minimis”, refere a AHRESP.


Partilhar por:

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!