Novum Canal

mobile

tablet

Conselho de Ministros cria figura do Provedor do Animal

PSD Paredes adverte que autarquia devia tomar medidas para minimizar falta de controlo de animais errantes

Partilhar por:

O PSD Paredes assume que o executivo municipal, liderado por Alexandre Almeida, devia tomar medidas para minimizar problema de falta de controlo de animais errantes.

Em comunicado enviado aos órgãos de comunicação, a Comissão Politica do PSD de Paredes acusa Alexandre Almeida “de nada ter feito em prol dos animais abandonados no concelho, apesar de há muito ter sido chamada à atenção por parte dos vereadores e deputa dos municipais do Partido Social Democrata”.

O líder do PSD Paredes, Ricardo Sousa, realça mesmo que a situação tem-se agravado em Aguiar de Sousa, com “várias matilhas que vagueiam pelas localidades e muitos atravessam as estradas”.

“Há muito que este flagelo era expectável. Infelizmente o concelho de Paredes, mormente Aguiar de Sousa, tem-se tornado num ponto de abandono de animais, sobretudo cães. São várias as matilhas que vagueiam pelas localidades e muitos atravessam as estradas, pondo em causa a própria proteção dos animais, segurança rodoviária, das pessoas, dos animais domésticos e da saúde pública”, alerta Ricardo Sousa.

Ricardo Sousa refere, a mesma nota de imprensa, que o responsável pelo executivo municipal “só não minimiza este flagelo porque não quer”.

“ Não se pode queixar de falta de verbas, já que está a esbanjar dinheiro do erário publico para colocar “outdoors” em pré-campanha”, lê-se no comunicado.

O PSD Paredes defende que a autarquia  devia tomar medidas, “com apoio da GNR e da Policia Municipal e dos seus serviços para se proceder à recolha e esterilização, com urgência, destes animais”.

“Em três anos Alexandre Almeida nada fez para resolver este problema de falta de controlo de animais errantes, não fez sequer o mínimo que a lei exige e vêm agora insinuar que a culpa é das pessoas que alimentam os pobres animais como se deixá-los morrer à fome fosse sequer uma opção a considerar”, frisa Ricardo Sousa.

Apesar dos contactos efetuados pelo Novum Canal, até ao momento não foi possível obter quaisquer esclarecimentos por parte da autarquia relativamente a esta situação.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!