Novum Canal

mobile

tablet

AHRESP apela às entidades públicas que isentem rendas em espaços públicos

Partilhar por:

Fotografia: AHRESP

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) apela a todas as entidades públicas, enquanto proprietárias de imóveis arrendados, que atendendo à atual situação de confinamento e encerramento dos nossos estabelecimentos, os isente do pagamento das respetivas rendas durante o período do atual estado de emergência.

A associação esclarece, em comunicado que “esta isenção deve abranger quer os contratos de arrendamento, quer em outras formas contratuais de exploração, nomeadamente de contratos de cessão de exploração. Recordamos que a Lei n.º 4-C/2020, de 6 de abril, na sua redação atual, confere às entidades públicas o poder de reduzir, isentar ou conceder uma moratória sobre as rendas aos respetivos arrendatários”.

Fotografia: AHRESP

A instituição defende, também, a necessidade de reforço de apoio para compensação de custos fixos.

“A AHRESP tem defendido a necessidade de apoios financeiros mais robustos para os setores do alojamento turístico e da restauração e similares, uma vez que, além de serem os mais afetados pela crise pandémica, são também os que têm custos fixos operacionais mais elevados. Sobre este tema, também o Banco de Portugal elaborou uma análise que revela o peso dos custos operacionais das empresas. A nível nacional refere que representam em média cerca de 15% das vendas, sendo que os setores do alojamento e restauração registam os custos fixos operacionais mais elevados, ascendendo a 31% das vendas”, reforça a associação.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!