Novum Canal

mobile

tablet

Programa MAREESS prorrogado até final de 2021
Fotografia: República Portuguesa

Vacinação irá abranger mais 900 mil idosos e doentes

Partilhar por:

Fotografia: Página Oficial do Governo

O Primeiro-Ministro António Costa, acompanhado pela ministra da Saúde, Marta Temido, realçou, esta quarta-feira, no arranque do começo do processo de vacinação na Unidade de Saúde Familiar e no Centro de Saúde de Alvalade, Lisboa, que começa agora uma nova fase no processo de vacinação, abrangendo um universo de mais 900 mil pessoas.

“Uma nova fase muito mais exigente, abrangendo um universo de mais 900 mil pessoas entre aqueles que têm mais de 80 anos e mais de 50 anos com um conjunto de doenças associadas e que vai exigir uma grande mobilização de todas estas unidades de saúde. Vamos dar um grande salto e este grande salto é começar a chegar a uma população mais diversificada e recorrendo a espaços menos confinados, como são os hospitais, começando a alargar a toda a população”, disse, salientando que nos próximos dois meses os profissionais de saúde vão ter uma tarefa árdua.

Fotografia: Página Oficial do Governo

“Vamos ter dois meses  de trabalho muito exigente mas vai ser fundamental para preparar a fase seguinte que é a fase em que já estão vacinados todos aqueles com mais de 80 anos, mais de 50 com comorbilidades, para começarmos a dirigir-nos à população em geral. Aí vai ser um exercício mais complexo que vai ser limitado pela quantidade de vacinas”, atalhou, sustentando que, neste momento, há um esforço grande por parte da Comissão Europeia para  conseguir que a indústria cumpra os contratos e aumente a sua capacidade de produção e possamos acelerar  este processo de vacinação.

“Há algo que é fundamental, não vale a pena estarmos com excesso de ansiedade nem vale a pena correr para as unidades locais de saúde, cada um vai ser contactado para no momento próprio poder receber a vacina. É fundamental que respeitemos os critérios que as autoridades técnicas e de saúde definem como as prioridades de saúde. Sabendo que as doce de vacinas são limitaras, conseguiremos chegar o mais rapidamente possível a todos e prioritariamente a quem mais precisa”, expressou, reconhecendo que este é um passo fundamental para o controlo da doença.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!