Novum Canal

mobile

tablet

Conversas online marcam arranque da cooperativa cultural A Oficina

Partilhar por:

Fotografia: A Oficina

A Oficina iniciou, esta segunda-feira, um ciclo de conversas online, iniciativa que integra um vasto leque de convidados, abordando temáticas diversas como o cinema, as artes performativas e visuais, o património, investigação, a escrita, entre outras.

A par do lançamento de uma nova Revista com o tema “Outros Futuros: práticas artísticas e sociais, depois de 2020”, A Oficina pretende promover um ciclo de conversas online com acesso gratuito, dando voz e expressão a diversas temáticas como o cinema, as artes performativas e visuais, o património, investigação e a escrita.

As conversas vão contar com vários nomes com colaborações inscritas na nova revista d’A Oficina – como Ángel Calvo Ulloa, Carlos Mesquita, José Caldeira, Manuel Miranda Fernandes, Patrícia Portela, Paulo Mendes, Tatiana Salem Levy, Tiago Bartolomeu Costa e Vânia Rodrigues – com Fátima Alçada, Catarina Pereira, Marta Mestre e Rui Torrinha da equipa d’A Oficina.

As conversas estendem-se semanalmente até 30 de março, e pretendem “incluir, alargar e aprofundar novos olhares alicerçados em eixos temáticos das mais diversas áreas da cultura, da educação e do património, também estes presentes na renovada edição da revista d’A Oficina dedicada à reflexão e ao pensamento, a partir da criação artística, interrogando ideias, desígnios, debates, impasses, crises que fazem o nosso tempo, através de um conjunto de colaborações”.

Fotografia: A Oficina

A primeira conversa contou com “Ángel Calvo Ulloa, curador convidado para a futura exposição do CIAJG Complexo Colosso que aborda ‘modos de ficcionar mundos’, seguindo-se Carlos Mesquita, presidente da Direção do Cineclube de Guimarães que aqui debate ‘O Lugar do Cinema’, José Caldeira, fotógrafo de Cena e Artes Performativas numa conversa que revela o tema ‘Paisagens Humanas’, e Manuel Miranda Fernandes, investigador do CEGOT – Centro de Estudos de Geografia e Ordenamento do Território / Universidade do Porto, que nos fala de ‘Árvores-Memória’, um projeto de investigação para o repositório da Casa da Memória de Guimarães”.

Em Março, as conversas online vão contar com as presença de “Patrícia Portela (Diretora Artística do Teatro Viriato) que nos levanta o pano de ‘Espelho, espelho meu, há mais alguém? – Anotações para o ano I depois de um futuro próximo’, Paulo Mendes (Antropólogo — Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), Departamento de Economia, Sociologia e Gestão) com foco no tema ‘Conexo-ceno’, Tatiana Salem Levy (escritora com proveniência no Brasil) que nos abre o livro para o tema ‘Do fim do mundo às origens’, Tiago Bartolomeu Costa (programador e autor) que reflete connosco sobre ‘O que dissemos ter inventado, já existia’ e Vânia Rodrigues (Gestora Cultural) a fechar esta série de conversas com ‘History Repeating’ e o mote “Respiremos fundo, de forma a sentirmos o cheiro das coisas que já estavam podres antes de a pandemia ter chegado.”, sucedendo-se as mesmas por esta ordem a cada terça-feira”.

A Oficina assegura que “entre a memória e o futuro, persiste assim em abraçar e estimular cada um e todos os que com ela se cruzem, oferecendo novos olhares sobre importantes temáticas que participam na construção de um futuro em que todos somos convocados a participar. Despertando-nos ao mesmo tempo para novas oportunidades e visões possíveis de alcançar de mãos dadas com a arte”.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!