Novum Canal

mobile

tablet

AHRESP defende que “realidades setoriais distintas requerem tratamentos diferenciados”
Fotografia: Câmara de Castelo de Paiva

AHRESP defende prorrogação das moratórias bancárias

Partilhar por:

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) defende a prorrogação das moratórias bancárias até 30 de junho de 2022, apoiando assim a recuperação das empresas.

A associação esclarece, em comunicado enviado ao Novum Canal,  que a “atual situação pandémica está a perdurar muito para além do que alguma vez seria expectável, tendo levado já a um segundo confinamento geral e encerramento legal das nossas atividades económicas”.

A AHRESP sustenta que “estas circunstâncias obrigam à adoção de medidas excecionais, para que o tecido empresarial tenha condições de garantir a sustentabilidade dos negócios e a manutenção dos postos de trabalho”.

Fotografia: AHRESP

A AHRESP avança, também,  que solicitou novos esclarecimentos junto do Ministério do Trabalho sobre o acesso ao regime de lay-off simplificado, “desta feita sobre a possibilidade de inclusão neste regime de trabalhadores que, por um lado, não se encontram fisicamente afetos a unidades e estabelecimentos encerrados mas cujo trabalho depende exclusivamente dessas mesmas unidades e, por outro, de trabalhadores de empresas, que embora não tenham sido obrigadas ao encerramento, se encontram afetos a unidades total ou parcialmente encerradas”.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!