Novum Canal

mobile

tablet

Presidente da Junta de Freguesia de Raimonda aconselha prudência face a aumento de casos Covid-19 na freguesia

Partilhar por:

Fotografia: Jocelino Moreira

O presidente da Junta de Freguesia de Raimonda, Jocelino Moreira, adverte para o aumento de número de infeções por Covid-19 na freguesia e aconselha prudência à comunidade no cumprimento daquilo que são as regras e diretrizes emanadas pelas autoridades de saúde.

Ao Novum Canal, o autarca reconheceu que o cenário não sendo catastrófico a freguesia tem registado um aumento significativo de infeções por Covid-19, uma realidade que, garante, tem confirmado, dada o conhecimento que tem no terreno e da realidade da freguesia eque nem sempre será do conhecimento das autoridades de saúde.

O responsável pelo executivo da freguesia realçou que foi este conhecimento e a responsabilidade enquanto autarca que o levaram inclusive a partilhar esta preocupação e a deixar um alerta na sua página pessoal de forma a sensibilizar a comunidade para a importância de continuar a cumprirem com as regras que foram definidas pelas autoridades de saúde.

Jocelino Moreira avançou mesmo que neste momento o número de pessoas infetadas é já bastante significativo, existindo mais uma centena de casos na freguesia, uma realidade que considerou ser preocupante e que deve merecer a atenção de todos.

Nesta questão, o responsável pela Junta de Freguesia apontou, por outro lado, o que considerou  ser um certo “desleixo” por parte de algumas pessoas que ao baixarem a guarda estão a colocar a sua saúde e a dos outros em risco.

Jocelino Moreira advertiu, também, para o facto de alguns pensarem com o processo de vacinação em curso a situação possa já estar resolvida e sejam menos zelosos, nalguns casos, no cumprimento das regras.

“O cenário não é catastrófico, nem quero lançar o caos, apenas alertar as pessoas para a necessidade de cumprirem  com as normas. O problema existe. Temos de continuar a cumprir com as diretrizes porque não existe outra alternativa”, expressou.

Fotografia: DGS

Na publicação oficial do facebook, o autarca escreveu: “ A nossa freguesia precisa de dar mais um sinal, um grande sinal, de sã convivência em comunidade. Este início de ano, na nossa freguesia, está a ser terrível em número de infetados pela Covid-19.  O nosso concelho já foi o pior do país em número de infetados, hoje está longe do topo mas, o mesmo não se passa em Raimonda. Nem nos piores dias em número de infetados no concelho tínhamos tantos casos positivos como no dia de hoje na nossa terra! Na passada sexta feira, entramos numa nova fase de confinamento. Após o Conselho de Ministros Extraordinário, foram apresentadas mais medidas que limitam a nossa liberdade coletiva, não do nosso agrado, mas essenciais para o combate à pandemia”, disse, salientando que “pese embora todas as medidas de confinamento, todas as restrições a que estamos sujeitos, cabe a cada um de nós fazer com que os números baixem e que a tão esperada imunidade de grupo seja alcançada”.

“A população portuguesa está a ser vacinada, mas até estarmos todos imunes temos o dever e a obrigação de permanência nas nossas residências. Devemos manter o distanciamento social, manter a etiqueta higiénica das mãos e uso de máscara, evitar encontros familiares desnecessários, evitar convívios!!!  Portugal está em Estado de Emergência, Raimonda está com números de infetados como nunca desde o início da pandemia… Peço a todos, sem exceção, dos mais novos aos mais idosos, peço cuidado e precaução. Peço um esforço para mitigarmos estes números assustadores. Por si, pelos seus familiares, pelos Raimondenses, por Portugal, cumpramos as regras que nos são pedidas!”, acrescentou.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!