Novum Canal

mobile

tablet

Missas presenciais suspensas

Partilhar por:

A Conferência Episcopal Portuguesa anunciou, esta quinta-feira, em comunicado, que face aos números da crise sanitária que continua a assoberbar o país, irá suspender, a partir de sábado, as missas presenciais.

“Tendo consciência da extrema gravidade da situação pandémica que estamos a viver no nosso país, consideramos que é um imperativo moral para todos os cidadãos, e particularmente para os cristãos, ter o máximo de precauções sanitárias para evitar contágios, contribuindo para ultrapassar esta situação. Nesse sentido, embora lamentando fazê-lo, a Conferência Episcopal Portuguesa determina a suspensão da celebração “pública” da Eucaristia a partir de 23 de janeiro de 2021, bem como a suspensão de catequeses e outras atividades pastorais que impliquem contacto, até novas orientações. As Dioceses das Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira darão orientações próprias”, refere a Conferência  Episcopal Portuguesa que esclarece que “estas medidas devem ser complementadas com as possíveis ofertas celebrativas, transmitidas em direto por via digital”.

De acordo com Igreja Católica, as “exéquias cristãs devem ser celebradas de acordo com as orientações da Conferência Episcopal de 8 de maio de 2020 e das autoridades competentes, isto é “as exéquias cristãs devem ser celebradas na igreja (com celebração da Palavra ou da Eucaristia) e/ou no cemitério com a presença dos familiares, tendo em conta as normas de segurança”.

A Igreja Católica releva o trabalho dos profissionais de saúde que estão na linha da frente e continuam dar o melhor de si em prol dos outros.

“Exprimimos especial consideração, estima e gratidão a quantos, na linha da frente dos hospitais e em todo o sistema de saúde, continuam a lutar com extrema dedicação para salvar as vidas em risco. Que Deus abençoe este inestimável testemunho de humanidade e generosidade e que eles possam contar com a solidariedade coerente e responsável de todos os cidadãos, a fim de que, com a colaboração de todos, possamos superar esta gravíssima crise e construir um mundo mais solidário, fraterno e responsável”, lê-se no comunicado que lamenta e se solidariza com as famílias das vítimas que pereceram já na sequência da crise sanitária.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!