Novum Canal

mobile

HOJE

tablet

Publicidade

Mais de 260 marcuenses apoiados pelo Fundo de Emergência Social

Partilhar por:

Fotografia: Câmara do Marco de Canaveses

A Câmara Municipal do Marco de Canaveses já apoiou 262 cidadãos marcuenses de 122 famílias, num valor de mais de 70 mil euros ao abrigo do Fundo de Emergência Social, cujo regulamento foi atualizado em 2019 , visando a adequação desta resposta de iniciativa municipal a um conjunto de situações às quais esta não permitia dar resposta.

Citada em  comunicado, a presidente da câmara municipal, Cristina Vieira, considera que “o Fundo de Emergência Social do Marco de Canaveses tem demonstrado ser uma resposta essencial no combate à pobreza e à exclusão social, conferindo às pessoas e às famílias marcuenses a dignidade social que as mesmas merecem”. 

A autarca realça que foi efetuado um aumento de 400%  do Fundo de Emergência Social para fazer face à crise sanitária e às consequências económicas e sociais provenientes daquela.

“Sabemos bem que mesmo depois da resolução do problema de saúde pública, persistirão e, porventura, serão agravadas as dificuldades económicas e sociais das famílias. Por isso, se o aumento de 400%  do Fundo de Emergência Social que fizemos em 2020 se manifestar insuficiente, existe disponibilidade para efetuar um novo reforço ao longo deste ano”, garante.

“Uma das primeiras e principais medidas de intervenção municipal no contexto de combate às consequências sociais e familiares provocadas pela pandemia incluiu o reforço financeiro do Fundo de Emergência Social com mais 200.000€. Este reforço permitiu, apenas em 2020, apoiar 82 famílias, abrangendo 176 pessoas, despendendo um total de 45.000 euros”, lê-se no comunicado que nos foi enviado que informa que o “FES é um mecanismo de apoio económico direto, de caráter excecional e temporário, a pessoas em situação de vulnerabilidade social residentes no concelho e é pensado em articulação com as instituições e respostas sociais locais”.

Fotografia: Câmara do Marco de Canaveses

A autarquia avança, ainda, que  entre os apoios consideradas no âmbito do FES estão o apoio para “pagamento de luz, água, saneamento e gás; apoio nos pagamentos de rendas em atraso; apoio para a aquisição de bens essenciais como alimentação, medicação, óculos, etc e outros apoios a pessoas em situações sociais vulneráveis”.


Partilhar por:

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!