Novum Canal

mobile

tablet

Plano de Atividades e Orçamento para 2021 dos Bombeiros de Penafiel aprovado por unanimidade

Partilhar por:

O Plano de Atividades e o Orçamento para 2021 da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Penafiel foi, esta quarta-feira, aprovado por unanimidade, com uma dotação de 861 mil euros.

O presidente da direção dos Bombeiros de Penafiel, Eduardo Nunes, realçou que a aprovação  por unanimidade dos documentos previsionais para 2021 é um voto de confiança dos associados relativamente à gestão e ao trabalho que a atual direção.

Falando daquilo que são as prioridades para o próximo ano e que estão plasmadas nos respetivos documentos aprovados, Eduardo Nunes recordou que pretende dar continuidade  ao trabalho que vinha realizando.

Eduardo Nunes reconheceu  a necessidade de adquirir já no próximo ano duas viaturas, continuar a apostar na conservação do quartel e incrementar a formação, como pilar dos bombeiros.

Reportando-se à crise sanitária que continua a assolar a região e o país, o responsável pela direção dos Bombeiros de Penafiel, destacou que este foi efetivamente um ano difícil, com as quebras nas receitas a situarem-se na ordem dos 45 a 50%.

“Podia ter reduzido o orçamento, mas é um orçamento na linha do que têm sido os outros. Tenho a indicação de que vai haver um esforço do Governo e irão  chegar verbas  para os bombeiros portugueses para estabelecer equidade com as empresas nacionais. Todas elas foram dispensadas a nível da Segurança Social, na taxa contributiva que é é 23,75 e para os bombeiros de 23,33. Todas foram dispensadas de a pagar, mas os bombeiros continuaram a pagá-la. As empresas  beneficiaram, ainda, de outras ajudas de custo como os layoff. Obviamente que os bombeiros nunca poderiam fazer isso. Era impensável. Temos de trabalhar 365 dias no ano e continuamos a fazê-lo com todo o gosto, com todo o prazer, mas também com muitas dificuldades”, expressou.

Referindo-se ainda às receitas, o dirigente assumiu que estas ficaram muito aquém do que era previsto.

“A nível de equipamentos de proteção e desinfeção tivemos quase que adquiri-los a expensas próprias. Nos transporte de doentes não urgentes verificou-se também uma quebra acentuada. A nível da ARS, passamos de uma faturação de 12/13 mil euros para mil euros. O hospital este mês faturei cinco mil euros. Felizmente vamos acabar o ano com saldo positivo. Falta-nos o novembro e dezembro. Trabalhamos dia e noite. Temos três equipas a trabalhar de noite, a fazer transportes”, referiu, relevando o esforço coletivo de toda a estrutura que o acompanha, o corpo de comando e os bombeiros que apesar das dificuldades têm estado na primeira linha, sempre prontos a responder a todas as solicitações.

Além da aprovação do Plano de Atividades e Orçamento para 2021, decorreu também a tomada de posse dos órgãos sociais da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Penafiel.

Refira-se que Eduardo Nunes vai para o seu quarto mandato como presidente da instituição.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!