Novum Canal

mobile

tablet

Câmara de Lamego apela aos munícipes para que não descurem regras neste Natal

Partilhar por:

Fotografia: Câmara de Lamego

A Câmara de Lamego apelou aos munícipes, num mensagem que partilhou na sua página oficial  do facebook,  para que passem um Natal em segurança e cumpram com as regras que foram definidas pelas autoridades de saúde.

“O Natal aproxima-se a passos largos e muito se tem falado sobre como será esta altura do ano habitualmente tão esperada por todos, num momento em que se luta ferozmente contra a pandemia da Covid-19. Nenhuma medida é capaz de impedir totalmente a transmissão da Covid-19, mas existem algumas formas de tentar diminuir o risco de contaminação. Neste sentido, não será demais relembrar e agradecer aos Lamecenses pelo empenho que têm tido no cumprimento das regras impostas para a redução significativa de casos ativos no nosso concelho, não descurando o facto de ainda nos encontrarmos no grupo de concelhos de risco muito elevado”, lê-se na publicação que recorda que para o período do Natal, o Governo português determinou que a circulação entre concelhos é permitida.

A mesma mensagem  lembra que em relação à circulação na via pública  e na noite de 23 para 24, é permitida apenas para quem se encontre em viagem, nos dias 24 e 25 é permitida a circulação na via pública até às 02h00 do dia seguinte e, no dia 26, até às 23h00.

Fotografia: Câmara de Lamego

Já quanto aos restaurantes, o município esclarece que poderão funcionar até às 01h00 nas noites de 24 e 25 e no dia 26 até às 15h30.

Falando do número de contágios existentes no concelho, a câmara municipal avança que a pandemia de Covid-19 provocou, até ao momento,  no concelho “13 óbitos, 712 casos positivos, dos quais 541 recuperados”, sendo que até à data existem 158 casos ativos.

“Apela-se, pois, que tenham um Santo e Feliz Natal em segurança, sem descurar as regras para que nos mantenhamos, como até agora, numa linha descendente de casos e possamos sair do grupo de concelhos de risco muito elevado. Como tal, relembramos as recomendações da Direção-Geral da Saúde (DGS), frisando, no entanto que são apenas recomendações, que dada a época natalícia e tendo em conta os habituais festejos, tão difíceis de lidar, mas que poderão ser fundamentais para a não propagação do vírus: redução das reuniões familiares durante as celebrações do Natal e que se limitem, preferencialmente, ao agregado, diminuindo o risco de contágio pelo novo coronavírus”, avisa a autarquia, confirmando que  o “tempo em que a família está reunida deve ser mais limitado do que o habitual, assegurando o distanciamento e, sempre que possível, deve-se privilegiar os espaços exteriores”.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!