Novum Canal

mobile

tablet

Publicidade

Piloto paredense campeão nacional na categoria rainha de Rallycross

Partilhar por:

Fotografia: Rogério Sousa

O piloto paredense, Rogério Sousa, sagrou-se campeão  nacional de Rallycross 2020, na categoria Super 1600.

Ao Novum Canal, o piloto não escondeu a sua alegria e regozijo pela conquista do título, naquela que é considerada a prova rainha do rallycross cuja competição contou este ano com 12 carros.

O piloto paredense reconheceu que a conquista do título faz jus ao trabalho  que ele e toda equipa realizaram ao longo das várias competições, numa época atípica marcada pela crise sanitária que está a afetar o país.

Fotografia: Rogério Sousa

“Quando iniciei a competição, tracei como objetivos fazer o meu melhor, esmerar-me em todas as provas, mas obviamente que há sempre que ter em conta aquilo que são as avarias, os toques e que podem condicionar a prestação assim como o trabalho dos pilotos e de toda a equipa”, disse, relevando a entrega  absoluta  a eficácia dos elementos da sua equipa, admitindo estar a viver um sonho.

Rogério Sousa destacou que este é o segundo ano que competiu na categoria Super 1600, tendo o primeiro ano  servido, sobretudo, para acertar pormenores.

“Comprei o carro em segunda mão, fui melhorando a viatura. Foi um ano, sobretudo de ajustes. Parti o motor duas vezes. Comprei posteriormente um motor novo e as coisas começaram  a correr de feição”, expressou.

Refira-se que Rogério Sousa já tinha conquistado em 2005 o título de campeão em rallycross super nacional em duas rodas motrizes.

Falando ainda do título conseguido na categoria de S1600, Rogério Sousa avançou que poderia ter festejado  o título mais cedo, na antepenúltima prova, o que acabou por não suceder devido ao facto de ter sido “abalroado”, por um piloto que acabou por atirá-lo para fora de pista.

Fotografia: Rogério Sousa

A prova em Sever do Vouga acabou por ser adiada para 2021, mas a Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK) decidiu que a prova não iria ser feita, devido à crise sanitária e aos condicionalismos impostos pelas Autoridades de Saúde, o que levou a direção da FPAK a dar por concluído o Campeonato de Portugal de Ralicross, Kartcross e Super Buggy 2020. A Federação decidiu contar para a classificação final os quatro melhores resultados das cinco provas realizadas.

“Obviamente que teria preferido que não tivesse acontecido assim, mas quando a Federação tomou a decisão já tinha mais quatro pontos que o segundo classificado”, atalhou.

Questionado sobre os objetivos para a próxima época, Rogério Sousa confirmou que quer continuar a somar  títulos, melhorar o motor e corrigir alguns erros que cometeu esta época, numa competição que assumiu, no próximo ano, será ainda mais forte, contará com 15 carros e viaturas mais recentes.

“Tenho a perceção que as dificuldades serão acrescidas, mas a minha experiência, o saber acumulado que tenho neste tipo de competições são, também, uma mais-valia que quero aproveitar para continuar a ganhar provas, dar alegrias aos meus seguidores e também à equipa que me acompanha”, manifestou.

Fotografia: Rogério Sousa

Recorde-se que Rogério Sousa, este ano, pontuou em todas as rondas.

Também o município de Paredes se associou à legião de fãs e seguidores do do piloto paredense e parabenizou já Rogério Sousa pelo título conquistado de campeão nacional de Rallycross 2020, na categoria Super 1600.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!